Deficiências do atendimento médico nas unidades básicas

Médicos das Unidades Básicas de Saúde (UBS), sob gestão da Prefeitura, têm contrato de quatro horas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada consulta precisa ter, no mínimo, 15 minutos de duração. Com isso, eles recebem a incumbência de atender a apenas 16 pacientes por jornada.

Problema é que tem médico chegando na correria ao consultório da UBS, atrasado e já de olho em outro compromisso, geralmente segundo emprego. Aí atendem os 16 pacientes em menos de meia hora, sem dar a devida atenção. No meio disso, no momento atual, passa doente de dengue como se estivesse com uma virose simples qualquer.

Essa deficiência precisa ser corrigida. Pela Prefeitura e pelo Conselho Regional de Medicina (CRM).

3 comentários para “Deficiências do atendimento médico nas unidades básicas

  1. l menezes disse:

    Essa deficiencia jamais será corregida enquato os médicos foram tratados como se fossem os donos dos posto de saúde, quando na verdade são apenas servidores como qualquer um outro, entretanto os mesmos mandam nos postos mais que os Diretores, todos os temem, por isso eles fazem o que bem querem, chegam atrasados ( quando vão),tratam os pacientes como se fossem animais, e todos os funcionários dos postos ficam morrendo de medo desses mercenários vestidos de branco, principalmente nas zonas mais pobres da cidade; o total descaso do Governo ,e o corporativismo comum da classe, faz com que esse quadro lamentável tão cedo não seja mudado.

  2. Xico Branco disse:

    Marcos num sei se você lembra, mas existe um projeto de reformulação das casinhas de saúde (UBS). Aqui no Riacho Doce houve estudos para que uma fosse construída num terreno na Rua Plutão com Rua Tucumã. Porém tempos depois descobri que ele vão construir onde funciona a casinha de saúde do Riacho Doce II, para tanto terão que desapropriar várias casas. Incoerente no meu simples entender, visto que esse projeto desativará as 3 casinhas de saúde para concentra-las em uma única, maior e mais moderna (dizem), e esse terreno, que só serve pra lixão e invasão, fica estrategicamente localizado entre os riachos doce 2 e 3 e Campo Dourado e é mais amplo. Tenta entrevistar alguém sobre isso. Aqui no bairro quem sabe muito desse assunto é nosso presidente, Alexandre Simões, mas ele está com sérios problemas de saúde (rins)e ando desatualizado desse assunto. Pelo menos na UBS onde sou atendido, a médica é pontual, atende muito bem os 16 pacientes dela. A equipe também é muito boa, falta mesmo é apoio para eles trabalharem melhor; vontade percebo que eles tem.

  3. Marcio disse:

    NO SERVIÇO PUBLICO A MEDICINA E APENAS UM BICO PARA OS MÉDICOS . AQUELE JURAMETO NÃO VALE MAIS NADA ,O QUE IMPORTA HOJE É A CONTA BANCARIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook