Empresário faturou com ‘protesto’ da gasolina, pleno de revelações

O primeiro protesto em que o apenado não foi o consumidor deixou uma enorme renda de marketing para o empresário Ralph Assayag, dono do posto 300, no espaço do MS Casa, na Djalma Batista. O posto vendeu 5.000 mil litros de gasolina a R$ 1,90 (250 carros).

Algumas lições do protesto:

1) Se o imposto da gasolina é 32% e o preço do litro estava em torno de R$ 1,80, então o valor pago em cada litro era de R$ 0,60. Se o empresário cobrava R$ 1,80 então estava ganhando (lucrando) R$ 0,20 por litro e não os R$ 0,05 (cinco centavos) alegados pelos donos de postos.

2) O maior faturamento do empresário foi o de mídia expontânea. Saiu em todos os jornais como herói, embora tenha sido o Clube de Diretores Lojistas de Manaus Jovem (CDLM-J) quem bancou a diferença de impostos;

3) O Governo Federal é voraz;

4) O empresário monta o negócio para entregar a parte do leão do lucro ao poder público;

5) Esta quarta-feira, 25/05, marca a quantidade do ano que o contribuinte precisa trabalhar só para pagar impostos.

3 comentários para “Empresário faturou com ‘protesto’ da gasolina, pleno de revelações

  1. pedrão disse:

    MARCÂO SOCORROOOOOOOOOOOOO
    na rua i do condominio joão Bosco II ao lado do UAI shopping no são José a empresa VIDROBOX está construindo e mesmo com denuncia a obra continua e o propietari se vanglori de ter dado propina ao fiscal mesmo a obra sendo irregula com risco sério de desabamento do barranco por tras da obra e o numero da denuncia é 20117961382800928 a mais de um mes ,na mesma rua o propietario de um salão de beleza de nome claudio esta vendendo espaço na calçada publica para ambulantes a 300,00 reais como se Manaus não tivesse autoridades ,na frente do salão o sr conhecido como Pará esta fazendo de sua residencia um mini shopping onde a calçada tambem ja foi alugada a um propietario de lanche 24 horas que funcionava na esquina do UAI shopping e está sendo posto pra fora,eu que pago quase mil reais de IPTU não consigo sair de casa nem para levar meus filhos ao colegio,não quero favores do estado e sim que ele faça valer meus direitos,por favor ajudem-nos.

  2. Edmilson Lima disse:

    MARCOS eu não tenho respostas , mas tenho questionamentos:
    Quantos governos passaram p/este estado e nada fizeram em prol desta unidade da Federação? A resposta é nenhuma. Bilhões e bilhões foram recebidos e nada fizeram e não irão fazer, porque seus objetivos continuam sendo individualistas.
    Não temos portos, aereoportos, estradas devidamente preparadas para grandes movimentações, redes de comunicações com condições de atender o empresariado que aqui operam e o mais angustiante é quando os “representantes” deste estado se arvoram a defende-lo. É uma tristeza, quem assiste a TV Senado sabe.

  3. Edmilson Lima disse:

    MARCOS, aqui estou novamente. Fála-se aos quatro cantos sôbre a área metropolitana de Manaus, mas não se vê falar nas necessidades básicas para proteger o meio ambiente. Todos nós sabemos que a ponte começando a funcionar, tudo será diferente. Quando a ponte sôbre o Rio Negro começou a ser viabilizada a sua construção, tudo mudou a nível de investimentos para uns poucos pobres manauaras, mas a grande preocupação deveria ser dos governos estadual e municipais, para o avanço das coorporações imobiliárias, que para elas só interessa o lucro.
    As eleições estão aí – 2012, reflita um pouco sôbre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook