Mais de 30% dos jovens indígenas estão fora da sala de aula

Dos 84.698 jovens indígenas em idade escolar no Amazonas, 27.683 estão fora das salas de aula, o que corresponde a 32% do total. O levantamento é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentado nesta quinta-feira (19), Dia do Índio, pelo presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), deputado estadual Sidney Leite (DEM). Em discurso no plenário, o parlamentar lamentou o fato e propôs um pacto federativo, que envolva municípios, Estado e União, para consolidar um sistema de educação indígena que contemple os interesses desses povos.

“Mesmo nos municípios que conseguiram avançar com a implantação do currículo bilíngue, faltam investimentos na formação continuada dos professores, a merenda escolar não está adequada aos hábitos e costumes alimentares e falta uma política editorial sistemática de livros didáticos para suprir as necessidades das escolas indígenas”, ressaltou.

Para Sidney Leite, o Governo Federal tem sido omisso, por não promover nenhum investimento neste campo no Amazonas, estado que concentra a maior população escolar indígena do Brasil.

O deputado destacou como ponto positivo a ser mencionado no Dia do Índio, o fortalecimento das políticas públicas do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind). A Seind, disse ele, está formulando um projeto para criação de um parque temático indígena, com foco para a questão do empreendedorismo étnico, e articulado com as áreas de produção, saúde, educação, meio ambiente e sustentabilidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *