Portugal: bom, bonito, barato e falando nossa língua

Em meio a crise econômica, assunto em qualquer roda, dos povoados às grandes cidades, Portugal está entre os países europeus com melhor custo-benefício para os brasileiros. Os hotéis estão mais em conta. É possível comer bem e beber bons vinhos sem gastar muito. Há boas opções de compras. Visitar a terra lusitana, aliado a tudo isso, é encontrar referências da história e cultura brasileiras e se sentir no ambiente familiar que originou nossa Pátria, ouvindo as pessoas falarem português, mesmo com sotaque e os proverbiais significados diferentes.

Lisboa, Coimbra e Porto são as maiores cidades portuguesas e as mais visitadas pelos brasileiros. Mas são as pequenas vilas, como Óbidos, Monsaraz, Belmonte e Sortelha, que oferecem viagens mais completas ao passado. Há também belas surpresas, como as paisagens deslumbrantes das regiões do Douro e da Serra da Estrela, os vastos campos do Alentejo e as praias do Algarve.

O tom dourado do outono nas estradinhas da Serra da Estrela.

O tom dourado do outono nas estradinhas bucólicas da Serra da Estrela.

Para conhecer bem o país, nada como alugar um carro e dirigir pelas excelentes estradas portuguesas, que mostram o quanto o Brasil está a anos luz da terrinha lusitana. O investimento nesse item, aliás, é a principal justificativa dos portugueses para o endividamento que levou à crise econômica. Há, efetivamente, locais onde a infraestrutura de transporte parece exagerada, com viadutos e pontes em regiões ermas. O certo é que as distâncias foram encurtadas, após os vales e serras serem cortados por essas obras da mais moderna engenharia, incluindo túneis, em algumas das mais espetaculares auto-estradas (free ways) da Europa.

Economia

Para gastar pouco na viagem a Portugal, fugindo dos pacotes turísticos e fazendo um roteiro personalizado, o ideal é comprar a passagem com pelo menos seis meses de antecedência e, se possível, fugir da alta temporada (julho-agosto). A primavera (abril/maio) e o outono (setembro/outubro) são bons períodos para a viagem. De novembro a fevereiro, o clima é mais frio e chuvoso (pode nevar em algumas regiões), mas os hotéis estão mais baratos. O voo da TAP via Fortaleza, que dura sete horas, é o caminho mais rápido entre o Brasil e a Europa. Para os manauaras, então, com TAm e Gol fazendo voos diretos para a capital cearense, fica tudo ainda mais fácil. A “dificuldade” talvez seja a necessidade de ficar um dia a mais no Ceará, esperando a conexão, mas isso se tira de letra pegando uma cor nas maravilhosas praias do melhor litoral brasileiro.

Os vastos campos do Alentejo, área mais rural de Portugal.

Os vastos campos do Alentejo, área mais rural de Portugal.

Uma forma de obter boas ofertas de hotéis e escolher aquele que melhor se adapta ao seu orçamento é através de sites como o Booking.com e o hoteis.com, que trazem fotos, comentários e os serviços oferecidos. Uma dica para não entrar em roubada é escolher hotéis bem avaliados pelos hóspedes e localizados próximos aos centros históricos da cidade – você vai economizar tempo e dinheiro. Observe sempre a política de reservas do hotel, já que há ofertas de diárias mais baratas, mas sem a opção de cancelamento. O serviço TripAdvisor faz comparativos de preços de hotéis em diversos sites e também mostra a avaliação dos hóspedes.

Outra dica de economia é no aluguel do carro. É possível garimpar boas ofertas em sites como o rentalcars.com, que reúne diversas locadoras de veículos. Um aluguel de carro econômico (Seat Ibiza), em janeiro/2013, por uma semana, custava R$ 233,38, já com seguro e reembolso de franquia (é sempre bom observar no contrato o valor da franquia, que pode ter um preço bem salgado na Europa).

Uma dica preciosa: alugue um carro e saia dirigindo pelo interior de Portugal, mas não deixe de pedir à locadora o “selo verde”. Você paga o máximo de 15 euros por 15 dias e passa direto nos inúmeros pedágios.

Lisboa e arredores

Os lisboetas, sem falsa modéstia, dizem que as dezenas de ‘miradouros’ (mirantes para os brasileiros) de Lisboa têm boa razão para existir: oferecer aos moradores e visitantes da cidade a oportunidade de admirar toda a beleza da capital lusitana, que é construída sobre sete colinas. Sem exageros, Lisboa surpreende e mostra muitos dos seus encantos vista do alto.

Localizada às margens do Tejo, que desemboca no Oceano Atlântico, a capital lusitana tem riqueza histórica, vielas encantadoras, transporte eficiente, bons restaurantes e diversidade arquitetônica.

As casas com as fachadas de azulejos, características de Lisboa.

As casas com as fachadas de azulejos, características de Lisboa.

Os bairros mais interessantes são a Baixa, Alfama, Chiado e Bairro Alto, no Centro; Belém, a oeste da cidade, e o Parque das Nações, a leste.

Bairro mais antigo de Lisboa, construído pelos mouros no século 11, Alfama tem ruelas labirínticas e escadarias que cortam o bairro levando ao cais. O monumento que se destaca no bairro é o Castelo de São Jorge, cuja origem remonta ao século 5, de onde é possível ter uma vista espetacular da cidade.

A Baixa é a área comercial de Lisboa, localizada entre duas praças, a Dom Pedro IV, conhecida como Rossio, e a Praça do Comércio, onde fica o Palácio da Ribeira, hoje sede de ministérios. De lá, chega-se às docas, totalmente restauradas e local de intensa vida noturna, com suas boates e restaurantes. No bairro fica o Elevador de Santa Justa, uma estrutura de ferro de 45 metros de altura, o Mercado da Ribeira e o Cais do Sodré.

A Praça do Rossio fica próxima ao Cais de Sodré.

A Praça do Rossio fica próxima ao Cais de Sodré.

Nas vias estreitas do Bairro Alto estão concentradas as famosas casas de Fado, muito frequentadas pelos turistas, e cafés e boates que agitam a vida noturna da cidade. O fado é a música tipicamente portuguesa, inspirada nas canções dos escravos africanos, em melodias árabes e na música folclórica regional, que revela a alma nostálgica do povo lusitano.

O fado é uma música que revela a nostalgia do povo lusitano.

O fado é uma música que revela a nostalgia do povo lusitano. N foto, Celeste Rodrigues, irmà de Amália Rodrigues, no Café Luso, onde Amália (falecida em 1999, aos 79 anos) iniciou a carreira

O Chiado abriga cafés, galerias de artes, teatros e museus. É lá que fica o famoso café A Brasileira, que era frequentado pelo poeta Fernando Pessoa, hoje imortalizado em uma estátua de bronze na calçada.

Em Belém é onde estão alguns monumentos que trazem referências mais diretas à descoberta do Brasil. Abriga a Torre de Belém, construída em 1519 e uma obra prima dos estilos gótico e manuelino, ponto de partida das caravelas de Pedro Álvares Cabral; o Padrão dos Descobrimentos, que faz uma homenagem à era das grandes descobertas portugueses; e o impressionante Mosteiro dos Jerônimos, uma obra prima da arquitetura, onde estão enterrados Vasco da Gama, Luís Camões e Fernando Pessoa, em frente à Praça do Império.

O Padrão dos Descobrimentos, de frente para o rio Tejo, tem a forma de uma proa de navio.

O Padrão dos Descobrimentos, de frente para o rio Tejo, tem a forma de proa de navio.

A Torre de Belém é um dos monumentos mais fotografados de Portugal

A Torre de Belém é um dos monumentos mais fotografados de Portugal e o ponto de partida para o Descobrimento do Brasil.

Porta Sul do Mosteiro dos Jerônimos, obra prima do estilo manuelino.

Porta Sul do Mosteiro dos Jerônimos, obra prima do estilo manuelino, gótico português tardio.

Numa rua próxima ao mosteiro fica a mais conhecida confeitaria de Lisboa, a Pastéis de Belém, casa de chá do século 19 que inventou e até hoje vende suas deliciosas tortinhas de nata.

O Parque das Nações, construído para a Expo 98, tem prédios residenciais modernos e hoje se transformou em área cultural e de lazer da cidade. A arquitetura é contemporânea, presente na espetacular Gare do Oriente, estação de metrô que dá acesso ao parque, assinada pelo célebre arquiteto espanhol Santiago Calatrava; no Oceanário de Lisboa, um edifício de metal e aço que traz uma mostra significativa da vida marinha de vários continentes; no Pavilhão do Conhecimento, que  abriga um museu de ciência e tecnologia; na Torre Vasco da Gama, que oferece outra bela vista da cidade.

O Oceanário de Lisboa abriga mais de 25 mil espécimes da flora e fauna aquática.

O Oceanário de Lisboa abriga mais de 25 mil espécimes da flora e fauna aquática.

De qualquer ponto do parque é possível apreciar a beleza da Ponte Vasco da Gama, de 16 quilômetros, que corta o rio Tejo.

Cascais

Localizada a 32km, a pequena cidade de Cascais é um passeio interessante de bate-volta a partir de Lisboa. A localidade ficou famosa como balneário de famílias abastadas da corte portuguesa. Seu centro antigo ter um ar elegante, com ruas exclusivas para pedestres, repletas de lojas e restaurantes especializados em peixes e frutos do mar.

 Sintra

A cidade é Patrimônio Histórico da Humanidade e fica a 32km de Lisboa. Abriga muitos castelos e cercada por montanhas verdejantes, é uma cidade encantadora, razão pela qual já foi refúgio de monarcas, aristocratas e artistas. Entre suas atrações estão o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio da Pena, as ruínas do Castelo dos Mouros e a mística Quinta da Regaleira.

A Quinta da Regaleira é um palácio construído em 1900, que tem várias referências esotéricas.

A Quinta da Regaleira é um palácio construído em 1900, que tem várias referências esotéricas.

A Quinta da Regaleira mistura vários estilos arquitetônicos e é cercada por belos jardins.

A Quinta da Regaleira mistura vários estilos arquitetônicos e é cercada por belos jardins.

O colorido do Palácio Nacional da Pena em meio à névoa de um dia cinzento do outono.

O colorido do Palácio Nacional da Pena, em meio à névoa de um dia cinzento do outono.

Óbidos

A pequena e charmosa vila de Óbidos, cercada por muralhas e com um antigo castelo mourisco, hoje transformado em pousada, tem atraído cada vez mais turistas. Tem ruas de pedra, com casas imaculadamente brancas e cheias de detalhes em azul ou amarelo, lojas de artesanato e restaurantes. Na frente dos barzinhos é possível saborear a Ginja d’Óbidos, bebida adocicada famosa em Portugal, feita com um fruto que parece cereja e que é servida em copinhos comestíveis de chocolate. Está a 89km de Lisboa.

As casinhas brancas de Óbidos, com o colorido das buganvílias.

As casinhas brancas de Óbidos, com o colorido das buganvílias.

O Castelo de Óbidos, herança dos mouros, hoje transformado em pousada.

O Castelo de Óbidos, herança dos mouros, hoje transformado em pousada.

Fátima

Fátima, que fica a 128 quilômetros de Lisboa, vive do turismo religioso. Lá foi construído um grande santuário em homenagem à Nossa Senhora de Fátima, que apareceu no dia 13 de Maio de 1917 para três crianças – Lúcia de Jesus, de 10 anos, e Francisco e Jacinta Marto, seus primos, de 9 e 7 anos -, que apascentavam um pequeno rebanho nesse local.

fat4

A santa surgiu, por volta do meio dia, em cima de uma pequena azinheira (onde agora se encontra a Capelinha das Aparições). A aparição se repetiu durante mais cinco meses consecutivos, sempre no mesmo dia e hora.

A imagem que se venera na Capelinha das Aparições, coração do Santuário de Fátima, é de 1920, obra do escultor José Ferreira Thedim. É em madeira, cedro do Brasil, e mede 1m10.

A imagem da santa, que é feita com madeira do Brasil, fica em uma redoma de vidro.

A imagem da santa, que é feita com madeira do Brasil, fica em uma redoma de vidro.

O santuário lembra, pela sua grandiosidade, o de Nossa Senhora Aparecida, na cidade do mesmo nome, em São Paulo. O comércio religioso predomina nas ruas próximas, com venda de objetos como imagens de santos e terços.

Detalhe da Basílica por dentro.

Detalhe da Basílica por dentro.

Portugal é, enfim, um lugar onde o brasileiro reencontra suas origens. Aproveite os preços e faça essa viagem sentimental. Vale a pena

Veja também

Portugal: 5 hospedagens no Alentejo para se sentir em casa O Alentejo é a mais extensa região portuguesa. Isso significa que há muita coisa para ver e experimentar, entre vinhos, paisagens bucólicas, charmosos vilarejos e praias paradisíacas. Por isso, o ideal é apreciar cada detalhe com calma, e uma boa hospedagem é essencial para ...
Terceiro cruzeiro da temporada traz mil turistas. Um até aprendeu português para conhecer a Amazônia... MS Sirena desembarca com mil turistasO luxuoso navio de turistas MS Sirena atracou no porto de Manaus, às 8h da manhã desta quinta-feira (19/10). A bordo mil passageiros de várias partes do mundo, a maioria dos Estados Unidos e do Canadá.Este é o terceiro navio da t...
Queijo Serra da Estrela: um manjar português totalmente artesanal O queijo Serra da Estrela tem uma casca de consistência mais dura e o interior é derretido e apetitoso. Fotos: DivulgaçãoAo visitar Portugal, o turista irá descobrir que as riquezas gastronômicas vão muito além do tradicional bacalhau ou do ilustre pastel de nata. Prova...
Suframa e Amazonastur discutem ações de fomento de turismo O superintendente da Suframa, Appio Tolentino, e o presidente da Amazonastur, Orsine Oliveira Junior, se reuniram na segunda-feira. Foto: Enock Nascimento/Suframa A realização da Feira Manaus de Duas Rodas, a criação de um museu da história da Zona Franca de Manaus (ZFM) e...
O papel do chef Massimo Bottura é exemplo de chef que teria fechado o restaurante não fosse o empurrão da mídia, do marketingO chef de cozinha vai além do simples elaborador de cardápio ou mesmo do cozinheiro. Ele tem que ser isso e muito mais.Nos primórdios, o papel do chef ganhou...

5 comentários para “Portugal: bom, bonito, barato e falando nossa língua

  1. Rock Lane disse:

    Bom dia Marcos, sou seu fã, natural de Maués-Am residente em Manaus e acompanho diariamente seu programa. Agradeço a iniciativa de nos presentear com esta bela dica de viagem muito esclarecedora. Se for possível informar algo tipo valores em restaurantes, vinhos e outros detalhes eu aguardo seu email com satisfação. Um grande Abraço!!!

  2. Simone Abitbol disse:

    Você reproduziu muito bem a beleza de Portugal. As descrições me fizeram reviver os bons momentos passados em três visitas que efetuei. Certamente que seus relatos motivarão muitos amazonenses a visitarem aquele País.
    Poste informações de outros lugares especiais visitados e as dicas, pois estas fazem a diferença do relato.
    Abçs,

  3. Marcelo Guerra disse:

    Marcos Santos,

    Obrigado por compartilhar informações sobre Portugal e as facilidades para quem vai fazer a viagem pela primeira vez.
    Vou seguir religiosamente suas preciosas ‘dicas’.
    Valeu, e cá estou a esperar por suas próximas viagens e as abalizadas impressões.

    Boa sorte, abraço,

    ///
    Marcelo Guerra

  4. Vilma moreira disse:

    Muitos Parabéns você reproduziu em perfeição, Portugal é isso! Os lugares,vinhos e pratos… Você foi aos detalhes… Belíssimo trabalho.Sou Manauara a viver em Lisboa. Um forte abraço.

    RESPOSTA
    Obrigado Vilma. Em breve vamos lançar um blog de turismo voltado, principalmente, para as belezas do Amazonas. Nos acompanhe.

  5. Olá marcos, adorei o seu site!!!
    Gostaria de lhe perguntar se consigo ir à Casa das Penhas Douradas, em pleno inverno ( dia 03 de janeiro) Tenho receio de as estradas estarem intransitáveis. poderia me ajudar. grata. Fatima.

    RESPOSTA
    Vai ser um pouco loteria. Mas lembre-se, perto da Penhas Douradas tem uma estação de esqui e em locais assim as estradas são mantidas limpas mesmo com nevasca. Veja a data que você vai e entre em contato com o pessoal do hotel pelo telefone (+351) 275 981 045 ou pelo site:
    http://www.casadaspenhasdouradas.pt/casa_das_penhas_douradas.aspx?l=pt

    Boa sorte e obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *