Desaparecimento de família termina em tragédia. Carro capotou e caiu em lago, no KM-235 da BR-174. Todos morreram.

O casal Levy Oliveira do Nascimento, 32, e Gislane Santos Mesquita, 34, desaparecido em companhia do filho Ian Levy Mesquita Nascimento, 5, morreu em acidente, no KM-235 da BR-174, sexta-feira (25/10), após sair de Boa Vista por volta das 8h. O carro em que a família viajava, um Honda City, placas NON-9378, foi encontrado num lago, com as rodas para cima e só com o porta-malas fora d’água.

“Não podemos tocar os corpos, antes da perícia, do IML e dos Bombeiros chegarem ao local, mas tudo indica que foi apenas acidente mesmo”, disse o coronel Amadeu Soares, comandante do Ronda no Bairro. Ele dirigiu a equipe que encontrou o carro, ao lado do subsecretário estadual de Inteligência, Thomás Vasconcelos, com mais 12 policiais.

O grupo rastreou o sinal do telefone celular de Levy, às 13h de sexta-feira, na cidade de Rorainópolis (RR). Depois, checou a entrada da família, na reserva waimiri-atroari, na câmera de segurança deixada no local pela Fundação Nacional do Índio (Funai), no KM-247, e, finalmente, verificaram que o veículo passou às 15h15 na Mineração Taboca e não saiu no KM-208, onde termina a reserva. “Fechamos um perímetro de 50 quilômetros, concentramos nesse trecho e achamos o carro”, disse o coronel.

Amadeu Soares explicou que não pode tocar os corpos, enquanto os peritos não fizerem o trabalho deles. “As marcas de freio no asfalto são mínimas. Não parece haver dúvida de que foi um acidente”, disse.

2 comentários para “Desaparecimento de família termina em tragédia. Carro capotou e caiu em lago, no KM-235 da BR-174. Todos morreram.

  1. LENO MARCIO OLIVEIRA disse:

    Parabenizo voçê Marcos Santos pelo escelente programa de comunicação infortiva todas as manhãs, acompanho o Ronaldo desde quando ele fazia o prog O programa o Club do Rei……odeio Roberto Carlos……mas gosto de vcs 2….abraços

  2. Sidão disse:

    Será que foi acidente? Esse Coronel não pode sair opinando, pois ele não é Perito em nada. A Polícia Judiciária é que deve investigar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook