Sucata e barracas irregulares são retiradas de praça na Compensa

A Praça da Vitória, na avenida Brasil, Compensa, zona Oeste, próxima ao banco Itaú, voltou a ter seu espaço liberado de sucatas e barracas de ambulantes sem licença. Eles ocupavam o passeio público e o próprio mobiliário urbano, construído para uso comunitário.

Manaus-am-20-02-15Praça da Vitóriafotos: ass implurb

Praça Vitória ocupada por sucatas de eletroeletrônicos.

Fiscais do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) estiveram no local nesta sexta-feira, com apoio da Guarda Municipal e da Secretaria de Infraestrutura (Seminf), realizando a retirada tanto de sucata quanto de barracas de vendedores sem autorização. Para os ambulantes, a autorização é expedida pela Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab).

Desde o início do ano, a fiscalização vem notificando os proprietários a fazerem a retirada voluntária, o que não ocorreu e acabou gerando a ação de apreensão.

Do local foram retiradas cinco barracas vazias e algumas até abandonadas, além de carcaças de freezer e geladeiras.

Durante a ação, moradores do entorno da praça foram alertados sobre os prejuízos com a obstrução de calçadas.

Denúncias quanto a obstruções de calçadas podem ser feitas ao Disk Ordem do Implurb, pelo número 161, que funciona em horário comercial, de segunda a sexta-feira. Também está disponível o telefone (92) 3625-5340.

 

Veja também

2 comentários para “Sucata e barracas irregulares são retiradas de praça na Compensa

  1. claudio melo disse:

    Tem que voltar a retirar os carros velhos que tomam conta da estrada da compensa, nas barbas da prefeitura e no entorno.falta ação Artur!

  2. Susy disse:

    Tem que retirar também aquela feira irregular, mal educada e fedorenta onde está situada a banca do velhinho na avenida Brasil. Aquela coisa ridícula onde as pessoas estacionam caminhões, assam alimentos utilizando uma faixa de pista está entre a sede do governo do Estado e a Prefeitura e ninguém faz nada. É uma vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook