Morador denuncia invasão de calçadão do Prosamim Santa Luzia/Morro da Liberdade

Gostaria de denunciar a invasão do espaço público, que está ocorrendo no calçadão do PROSAMIM – Santa Luzia / Morro da Liberdade, pois estão destruindo as calçadas, derrubando árvores e destruindo toda a grama que foi colocada.

José Augusto

7 comentários para “Morador denuncia invasão de calçadão do Prosamim Santa Luzia/Morro da Liberdade

  1. LUCIANO DA SILVA disse:

    Sou morador há muitos anos do referido bairro. Minha casa, como dos demais moradores foram desapropriadas, para dar lugar ao progresso. Porém, o que estou vendo, é uma invasão nas calçadas, com vários carros lanches e ninguém faz nada. E o progresso e a revitalização, foi esquecido ? Onde está a UGPI – PROSAMIM, MPEAM, IMPLURB, que não estão fazendo nada.

  2. Carlos Santana disse:

    Esse programa, foi uma farsa. Simplesmente abandonaram a zona sul de Manaus. Não terminaram a pista que ligaria o Distrito Industrial a Manaus Moderna ( Trecho entre Av. Costa e Silva e Rua Maués ) , Esqueceram a ponte de ferro da Av. 7 de Setembro, que há mais de 2anos está sem iluminação pública, E o Amarelinho e a bacia do Educandos. O parque Mestre Chico, virou um fumódromo a céu aberto…………. O único local que se salva, é o parque Jefferson Peres, porque simplesmente, possui segurança 24 horas e é fechado após as 22:00 Hrs.

  3. Maria do Socorro disse:

    Já estava na hora, cada semana aparece um lanche novo. Se demora, vão começar a construir e casa de alvenaria. E as autoridades, não estão vendo isso.

  4. Maria de Nazaré disse:

    Já era tempo, pois estão transformando o referido logradouro em favela e ponto de vendas de drogas.

  5. Raimundo da Silva disse:

    Tem que acabar com essa invasão no logradouro público, ainda mais quando soube que tem pessoas alugando esses pontos.

  6. Eduardo Mafra disse:

    Essa falta de compromisso do Poder público com as coisas da nossa cidade ja está virando um fato corriqueiro. Simplesmente se lavam as mãos como se não fosse ele, de fato e de direito, tomar conta do patrimônio público. Muito se investiu nessas obras para elas fiquem assim, inacabadas e/ou no esquecimento!

  7. Paulo Medeiros disse:

    Enquanto isso, os moradores aqui do PROSAMIM I, II e III, entre a Rua IPIXUNA e Rua TARUMÃ, que fizeram seus pequenos, e úteis, comércios locais, sofrem séria tentativa de desmonte por parte da SUHAB e UGPI. Não receberam os boxes comerciais prometidos antes da entrega do conjunto, e para sobreviver fizeram um “puxadinho” para os comércios e neles trabalham diuturnamente. E os traficantes livres, leves e soltos no conjunto……e os trabalhadores atrás das grades de seus comércios que agora podem ser destruídos….Sei não……tem alguma coisa errada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook