Arthur rejeita apoio de Melo porque tira voto. Melo oscila entre apoiar Henrique Oliveira ou Amazonino

henrique-melo-amazonino

Melo pode ir de Henrique ou até de Amazonino, depois que Arthur Virgílio o dispensou

O prefeito Arthur Virgílio Neto olhou as pesquisas qualitativas e quantitativas, não gostou do que viu e decidiu recusar o apoio do governador José Melo. Olhou também os últimos “acordos” que os dois fizeram, todos públicos, como quando Melo acertou repasse de R$ 110 milhões para a Prefeitura fazer frente à buraqueira na periferia, não repassou, nem deu satisfação. Viu também a questão do subsídio da passagem de ônibus em Manaus, em que o “parceiro” deixou rolar a renovação de um convênio e contribuiu substancialmente para o imbróglio que a cidade assistiu no sistema. É por essas e outras que o PROS não consta na lista dos partidos que apoiam a candidatura do prefeito à reeleição. Melo, que pode ser um administrador sofrível, mas sabe se mexer na política, entende que ficar de fora do pleito na capital apressaria seu fim e vai em busca de alternativas. Ele oscila entre apoiar seu vice, Henrique Oliveira, ou seu mentor político, Amazonino Mendes.

 

Henrique

Henrique Oliveira mergulhou na eleição para governador, aceitando sair como vice de Melo. Hoje há quem ache que resguardou o capital político e pode disputar a Prefeitura de Manaus, com um bom marqueteiro, como “novo”. O “Cabeção”, apelido que até transformou em boneco de campanha, ganharia um grande reforço se pudesse contar com a máquina estadual.

 

Amazonino

Amazonino Mendes estava quieto, no canto, totalmente fora da política e sendo visitado por alguns poucos amigos. Foi então que decidiu atender aos costumeiros convites para cerimônias, foi bem recebido, deu entrevistas, ouviu um canto da sereia aqui, outro ali e acabou se animando. De quebra, tenta minar o caminho de Arthur, de quem se queixa por acordos de 2012 não cumpridos no pós-eleição. O Negão está só esperando Melo o anunciar como candidato palaciano.

 

Serafim

O maior incentivo de Amazonino é o adversário que o derrotou em 2004 e foi derrotado por ele em 2006, o deputado estadual Serafim Corrêa. Já que um voltou, o outro também quer voltar.

 

Máquina

Embora a legislação e a fiscalização estejam cada vez mais duras, proibindo inclusive o financiamento de campanha por empresas, a máquina estadual não deixa de ter muita força. É por ela que Henrique e Amazonino vão brigar.

 

Marcos Rotta e Marcelo Ramos

Do jeito como se apresenta hoje, o quadro aponta uma disputa acirrada entre Marcelo Ramos e Marcos Rotta pelo Segundo Turno com Arthur. Rotta ainda tem vantagem, mas Ramos está se mexendo feito azougue. Correndo por fora, mas buscando ampliar o respaldo entre os evangélicos, está o deputado federal Silas Câmara.

 

Receita Federal

Os analistas-tributários da Receita Federal se juntam aos auditores-fiscais, já em “operação padrão”, a partir desta terça (26/06), em protesto contra o Projeto de Lei (PL) nº 5.864/2016, enviado pelo Governo Federal ao Congresso. Os analistas dizem que, marotamente, foi introduzida uma pauta não-remuneratória no PL que os enfraqueceria. Até o fim da semana passada, enquanto isso, havia cerca de 900 contêineres parados no porto de Manaus.

 

Brasil x Colômbia

A CBF resolveu pedir 48 horas para apresentar contraproposta ao MPE sobre o jogo Brasil x Colômbia, na Arena da Amazônia. O promotor Otávio Gomes não abre mão, com toda razão, de que os assentos sejam numerados. Mas aceita negociar o preço do ingresso, cobrado abusivamente muito mais caro que em outros locais onde a Seleção se apresentou. O prazo vai até esta quarta (27/07).

 

Brasil x Colômbia (2)

Otávio Gomes deu um tranco na tentativa da CBF de cobrar o máximo e oferecer o mínimo ao torcedor amazonense. A direção do órgão, por outro lado, ameaça levar o jogo para Brasília, o que seria lamentável, mas já sabe que aqui os abusos não passarão despercebidos.

 

Fim de semana sangrento

O assassinato do sargento PM Afonso Camacho, que desencadeou o fim de semana mais sangrento do Amazonas, continua em pauta na 3ª Vara do Tribunal do Júri. Nesta quarta (27/07), o juiz Mauro Antony vai ouvir os policiais militares Bruno Cezane Pereira e Germano da Luz Júnior, além de Janilson Monteiro da Frota, todos acusados do massacre que se seguiu, e uma testemunha que o Ministério Público Estadual (MPE) apresentará.

 

Olimpíada

A Ponta Negra está voltando a ficar com a cara característica do Fan Fest da Copa 2014. Tapumes estão sendo colocados. Tomara que Manaus dê outro show de hospitalidade e os problemas sejam superados até a hora da bola rolar no torneio de futebol da Olimpíada 2016.

 

Edemberg Jr.

edembergO parintinense Edemberg Jr. estará no circuito internacional com a Exposição Coletiva de Artistas Plásticos Brasileiros do 21º Circuito Internacional de Arte Brasileira (Ciab). Começa dia 31/08 a 10/09 no Union Of Bulgarian Artists (UBA), em Sofia, Bulgária. Em Oslo, Noruega, estará na Embaixada do Brasil, entre 12 e 21/09. E, finalmente, vai a Santo Domingo, República Dominicana, de 24/09 a 03/10, no Ban Reservas, Centro Cultural. A ênfase dele é no figurativo regional amazônico, como se vê na foto acima.

 

Augusto Bernardo

bernardoOutro parintinense, Augusto Bernardo Cecílio, recebe nesta quarta (27/07), na Câmara Municipal de Manaus, o título de Cidadão de Manaus. A proposta é do vereador Professor Samuel da Costa Monteiro. Bernardo faz um trabalho de formiguinha na educação fiscal, explicando de sala em sala, aos alunos da rede pública, a importância da manutenção do patrimônio público, como fator de economia. É também o coordenador do programa Nota Fiscal Amazonense e um dos orgulhos da Ilha Tupinambarana.

Veja também

Um comentário para “Arthur rejeita apoio de Melo porque tira voto. Melo oscila entre apoiar Henrique Oliveira ou Amazonino

  1. Amadeu disse:

    Subsídios = Incentivos. A lei de responsabilidade fiscal proibi este tipo de incentivo. O governador está certo em não conceder tais subsídios para as empresas de ônibus. Muitos decretos que o prefeito Arthur criando subsídio para diversos segmentos deveriam ser fiscalizados pelo MINISTÉRIO PÚBLICO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook