Visto EB5 é oportunidade para sair do Brasil e ir morar nos EUA

eua_green card

A crise econômica enfrentada no Brasil hoje é um dos motivos que tem estimulado muitos brasileiros a morar, investir, trabalhar, tirar férias ou mesmo em tentar novas oportunidades no exterior. Prova disso é o crescente número de brasileiros que decidem sair de vez do país. Segundo dados da Receita Federal, entre 2011 e 2015, as solicitações da Declaração de Saída Definitiva do país aumentaram 67%, sendo que, em 2011, 7.956 declarações foram recebidas e, em 2015, o número aumentou para 13.288 pedidos de migração definitiva.

Para quem busca novas oportunidades, os Estados Unidos abrem oportunidades para investidores estrangeiros morarem no país. Através do Programa de Vistos EB5, é possível obter um visto permanente para viver nos Estados Unidos, o chamado Green Card. “Com o green card é possível matricular os filhos em escolas americanas, pagar impostos e viver como um cidadão americano”, explica Ingrid Baracchini, advogada de imigração.

Para quem deseja investir no EB5, uma nova oportunidade está na construção do estádio do Orlando City, time do brasileiro Kaká. Para tanto é possível comprar uma das cotas que custam no mínimo US$ 500 mil e receber o visto de investidor. “Após realizar o investimento, o empresário recebe o visto EB5 que é válido por dois anos nos EUA”, explica a advogada de imigração.

Como investir

Para obter o EB5, é preciso desembolsar 500 mil dólares em um novo negócio. Nesse caso, o empresário investe em um “regional center” (que administra projetos de investimento) e recebe o visto EB5, que é válido por até 2 anos. Se o projeto investido demonstrar que gerou, no mínimo, 10 empregos, o empresário terá o direito de trocar o EB5 por um Green Card, que terá validade por 10 anos e, após 5 anos, poderá se naturalizar como cidadão norte-americano.

Para dar início a esse processo de investimento nos EUA é preciso ter US$ 500 mil (período da criação da empresa até a obtenção do documento definitivo). Se o investimento der certo, essa quantia é devolvida ao investidor depois, entre cinco e sete anos.

 

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook