Arthur separa após 27 anos, casa de novo e enfrenta a parcela de Manaus que é fofoqueira

Arthur-betinha

O prefeito Arthur Virgílio tornou público que sua nova companheira é a arquiteta Betinha Valeiko

O prefeito Arthur Virgílio separou da jornalista Goreth Garcia, após 27 anos e dois filhos, e agora tem como companheira a arquiteta Elisabeth Valeiko, a Betinha. A vida pessoal do prefeito se tornou o centro das conversas na parcela de Manaus que é fofoqueira – que, ainda bem, é minoria, embora barulhenta -, com uma pitada de oportunismo eleitoral e um caminhão de maldades. Arthur, que já havia feito isso com os mais próximos, levou a nova companheira à Assembleia Legislativa e, aproveitando a homenagem ao advogado e ex-deputado estadual Miquéias Fernandes, a apresentou à sociedade. Foi um balde de água fria no burburinho. Tornou-se público o que antes era murmurado.

 

Dor e impiedade

Terceiros que se intrometem numa separação dificilmente deixam de causar dor. É claro que nenhuma separação como essa ocorre sem traumas, dramas e sofrimento. É tão difícil romper como recomeçar. Só quem conhece os detalhes, porém, são os envolvidos. Tentar reconstruí-los é como tecer uma colcha de retalhos… sem os retalhos. Que todos encontrem a felicidade.

 

Vanessa Grazziotin ‘se divertiu’ com o ‘presidenta, inocenta’

(veja o vídeo e ouça a entrevista)

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), num dos arroubos de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff, afirmou que ela era “presidenta inocenta”. Reveja:

O, digamos, neologismo, provocou reações que chegaram ao Supremo Tribunal Federal (STF). A ministra Carmem Lúcia, logo após eleita para presidir a mais alta corte do País, indagada se queria ser chamada de presidente ou presidenta, respondeu: “Eu fui estudante e eu sou amante da língua portuguesa, eu acho que o cargo é de presidente, não é não?” O “presidenta inocenta” virou meme nas redes sociais.2016-08-12-PHOTO-00000601

Vanessa chamou a expressão de “ato falho”. “Eu chamo de presidenta e presidente e alguém escreveu que até eu já estava chamando de presidente porque estava abandonando a Dilma. Fiquei com aquilo tão forte em mim que acabei falando que ela é inocenta”, explicou, em entrevista à Rede Tiradentes. Explicou? Ouça você mesmo:

 

Contradição

A defesa da presidente Dilma tem muitas contradições. A frase “presidenta inocenta” despertou toda essa curiosidade, pelo português sofrível, mas há outras, da própria Vanessa, com conteúdo mais relevante. Atacar o “golpe”, por exemplo, como ela teima em taxar o impeachment, significa atacar o STF e o Congresso nacional. Simplesmente os pilares da democracia brasileira. O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, por outro lado, diz que “um governo ilegítimo não pode resolver a crise”. Ora, então governo legítimo pode criar a crise, como fez Dilma?

 

Sobrevivência

Parece que a ficha de Vanessa está caindo. Ela percebeu que ficou com a imagem arranhada pela forma como assumiu a defesa de Dilma. Tenta diminuir o impacto. Agora que tudo está perdido.

 

A desistência de Carbrás

O prefeito de Parintins, Alexandre da Carbrás, desistiu de concorrer à reeleição. Disse que a razão foi ter perdido apoio do próprio partido, o PSD, do senador Omar Aziz. A verdade é que as pesquisas o apontavam em terceiro lugar, com algo em torno de minguados 6% das intenções de votos. Teria que gastar uma fortuna para entrar no páreo e estava sem tempo para reverter a enorme rejeição. Carbrás se elegeu apontando erros na gestão do antecessor, Bi Garcia, que prometia corrigir. Não corrigiu e Bi agora é o favorito para sucedê-lo.

 

Hiel na UTI

O jornalista Hiel Levy, ex-secretário estadual de Comunicação, na gestão Eduardo Braga, sofreu um princípio de infarto e foi parar na UTI do hospital Santa Júlia. Estava com pressão alta e um enfisema pulmonar. A internação é para retirada de líquido do pulmão.

 

Olimpíada

Os seis jogos, em três dias, dos torneios de futebol masculino e feminino, passaram pela Arena da Amazônia, Manaus e o Amazonas. Ficou na cidade um gostinho de quero mais. A competição em si, dominando a programação na TV, traz a baita dor de cotovelo por não termos nenhum amazonense nas mesas, nos ginásios, tatames, piscinas, pistas, oceano ou lagoa. Nada. Nenhum. Um completo fracasso das autoridades amazonenses.

Veja também

Um comentário para “Arthur separa após 27 anos, casa de novo e enfrenta a parcela de Manaus que é fofoqueira

  1. Essa senadora e uma an…… para combinar com presidanta!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook