Juiz analisa 44 mil páginas de processo e ‘Operação Cauxi’, que prendeu prefeito de Iranduba, terá instrução de 13 a 16/12

jorsenildo-cauxi

Jorsenildo Dourado do Nascimento, juiz de Iranduba e responsável pelo julgamento da ‘Operação Cauxi’

O juiz de Iranduba, Jorsenildo Dourado do Nascimento, conseguiu em cinco meses provar que a Justiça pode ser célere. Ele recebeu as 44 mil páginas do processo resultante da “Operação Cauxi” e arregaçou as mangas. Cumpriu tarefa de Hércules. Conseguiu digitalizar 17 mil e colocou o resto à disposição das partes na vara. Determinou ao Ministério Público que desmembrasse o processo em três núcleos: político, administrativo e empresarial. Todos os (inúmeros) pedidos de natureza cautelar e de liberdade foram autuados como processos “apensos” e analisados imediatamente, sem causar tumulto ao principal. Assim, entre as dezenas de milhares de documentos do acervo probatório, Jorsenildo Dourado marcou para, de 13 a 16 de dezembro, a instrução final da querela que mantém preso o agora ex-prefeito Xinaik Medeiros.

 

R$ 100 milhões

Em três anos, segundo apurou a “Operação Cauxi”, Xinaik e seus principais assessores e familiares desviaram da Prefeitura de Iranduba cerca de R$ 100 milhões. Ele foi cassado pela Câmara Municipal e a vice dele e sucessora, Madá, perdeu a reeleição para Chico Doido. O novo prefeito assume em 1º de janeiro.

 

Eficiente

Jorsenildo Dourado, quando foi juiz da Vara do Meio Ambiente de Manaus, mandou prender os 12 principais responsáveis por invasão na Área de Preservação Ambiental (APA) do Tarumã. Foi sentença inédita. Como esses 12 eram os mesmos que fomentavam invasões na cidade inteira, o processo foi freado durante anos. Só agora está de volta. Ele também ganhou o Prêmio Innovare pelo combate à poluição eleitoral em Manaus.

 

Telefônica Vivo

Jorsenildo também proibiu que a operadora Vivo habilitasse novas linhas, em todo o Amazonas, até que resolvesse o problema de Maués, onde ele era juiz. Os telefones habilitados pela operadora paravam na cidade por meses. O problema da cidade, rapidinho, foi resolvido.

 

Miritituba

Saiu neste domingo (13/11), um dia depois que publiquei comentário em vídeo sobre as projeções de crescimento do Norte, no jornal belenense “Diário do Pará”: “Miritituba bombou com os grãos do Centro-Oeste. São cinco TUPs (Terminais de Uso Privado) em operação e 12 pedidos de licenças para novas instalações”. Publicado na coluna de Mauro Bonna, no caderno Negócios.

 

Miritituba e BR-163

Leitor do portal lembra que a então ministra Marina Silva botou areia o quanto pode na licença ambiental da BR-163 (Santarém-Cuiabá). Pediu até estudo da ictiofauna (peixes) da região. É a estrada que está levando prosperidade para Itaituba, onde fica localizado o distrito de Miritituba.

 

Defensoria da capital

Mais de 30 defensores públicos do Estado do Amazonas, recém-admitidos no interior, foram promovidos à capital. Onde está a estratégia de evitar que o Estado fique órfão de Justiça?

 

Jair e Rossy no Garantido

Jair Mendes, o pioneiro no “boi biônico” (com movimentos) e nos capacetes gigantescos, entre outras coisas, acaba de assinar contrato e está de volta ao Garantido, onde começou. Rossy Amoedo, ex-vice-presidente do Caprichoso, também está na mira do vermelho e branco. Surpresa? Para a coluna não. Artistas dos bumbás há muito tempo são movidos pela lei da sobrevivência. Esta é muito menos danosa que a política rasteira, imperativa no Festival de Parintins há alguns anos.

 

Sinal de alerta

A ida de Jair Mendes para o Garantido, que pode ser seguido por Rossy Amoedo, sendo os dois artistas de ponta dos bumbás, acende um sinal de alerta. O presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, pode estar entrando no departamento da inabilidade política. Onde novidade demais acaba significando o que no futebol seria chute para fora.

 

Lobby contra Melo

O prefeito Arthur Virgílio e o senador Eduardo Braga estão sendo “acusados” de fazer lobby contra o governador José Melo. Estariam buscando forças, em Brasília, para acelerar o julgamento da cassação do governador e permitir a posse de Braga. A essa altura do campeonato, as torcidas do Vasco e do Flamengo também se uniram nesse lobby. Ninguém aguenta mais ter um governador que só trabalha para não perder o mandato, relegando o Estado ao abandono mais absoluto que já se viu. Afinal, ser governador para quê?

 

Força Arlindo!

Arlindo Jr., ex-levantador e ex-apresentador do Caprichoso, está em São Paulo fazendo tratamento urgente contra câncer na pleura. Tive a honra de compartilhar a chegada dele ao Festival de Parintins, em 1988, ano em que inaugurou o Bumbódromo. Eu era apresentador e ele levantador. Ele foi uma lufada de sangue novo, no nosso bumbá e na festa como um todo, tendo representado a alavanca para o sucesso da TVLândia, em Manaus. Toda sorte nessa luta pela sobrevivência, Arlindo.

 

Falecimento

Moisés Araújo, conhecido em Parintins como Saravá e por ter sido um dos pioneiros no ramo de restaurantes na cidade, faleceu às 6h deste domingo (13/11). Tinha 83 anos. Foi velado na funerária Almir Neves da Joaquim Nabuco e sepultado às 15h30 no cemitério Parque Tarumã. Era uma figura alegre e carismática. Foi um paradigma da alegria parintinense. Pêsames à família, especialmente ao Carlos Araújo (Bentiva), ex-presidente do Implurb em Manaus.

Veja também

2 comentários para “Juiz analisa 44 mil páginas de processo e ‘Operação Cauxi’, que prendeu prefeito de Iranduba, terá instrução de 13 a 16/12

  1. João Florêncio disse:

    Notícias comentadas de formas criteriosa e dinâmica, valorizadas pelo elevado grau de credibilidade inerente à pessoa e ao trabalho profissional do jornalista Marcus Santos, parabéns e vai em frente, vc valoriza o jornalismo Amazonense.

  2. L MENEZES disse:

    Marcos Santos, como seria bom saber, se um dia os nossos Al Capones caboclos ( Amazonino, Eduardo Braga,Omar e Melo ) finalmente serão presos ? A força tarefa da Lava Jato, tem que passar um periodo aqui no Amazonas, não é possível que esses verdadeiros larápios do erário publico morram impunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook