Sábado, 21 de abril de 2018

Risco de surto de febre amarela em Manaus é descartado pela Semsa

O secretário Homero de Miranda Leão Neto reuniu com a equipe de técnicos da Vigilância Epidemiológica, Vigilância Ambiental e coordenação de Imunização. Foto: Divulgação

 

Manaus não corre risco de surto de febre amarela, como vem acontecendo no estado de Minas Gerais. A afirmação foi feita pelo secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, em reunião com a equipe de técnicos da Vigilância Epidemiológica, Vigilância Ambiental e coordenação de Imunização realizada na terça-feira (17/01). A garantia, segundo ele, está no trabalho de prevenção que é realizado pela Semsa, principalmente com relação à vacinação, oferecida nas 182 Unidades Básicas de Saúde localizadas em todas as zonas da cidade. Há 10 anos a capital amazonense não registra casos da doença.

“A vacina é a forma mais eficaz de prevenir a febre amarela e o alerta é válido para todos, especialmente para os que se deslocam para regiões de mata, lembrando que a vacina garante imunidade por 10 anos e não deve ser tomada em intervalos menores que esse período”, ressaltou Homero.

Além das doses existentes nas UBSs, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) tem um estoque extra de 30 mil doses. No período de 2013 a 2016 a Semsa aplicou 647.127 doses da vacina contra a febre amarela, entre doses únicas, doses iniciais e revacinação. A vacina está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura e só pode ser aplicada a partir dos nove meses de idade.

O calendário de rotina prevê a aplicação de uma nova dose da vacina a cada 10 anos, a imunização também é recomendada para pessoas que irão viajar para outros países, de acordo com as orientações contidas no Regulamento Sanitário Internacional (RSI).

Até as primeiras décadas do século XX, a febre amarela era um grave problema de saúde pública, afetando as populações urbanas. Depois, a doença foi controlada nas cidades e desde então os riscos se concentram nas áreas urbanas e de floresta. A doença se classifica em “silvestre” e “urbana”. A febre amarela silvestre se mantém naturalmente em um ciclo de transmissão que envolve primatas não humanos (hospedeiros animais) e mosquitos silvestres dos gêneros Haemagogus e Sabethes. O mosquito se contamina ao picar um macaco infectado e, ao picar uma pessoa, transmite o vírus. A febre amarela urbana, que não é registrada no país desde 1942, é causada pelo mesmo vírus e se manifesta da mesma forma, mas o mosquito transmissor é o Aedes aegypti.

Veja também

Novo Remanso, em Itacoatiara, entra na “Rota do Queijo” Técnicos do Sistema de Produção Rural do Governo do Amazonas visitaram Novo Remanso nesta semana. Foto: Divulgação Depois de visita de campo realizada por técnicos do Sistema de Produção Rural do Governo do Amazonas nesta semana, o distrito de Novo Remanso, em Itacoatiara ...
Governo anuncia regularização fundiária de mais 600 lotes em Caapiranga   A secretária Paula Kanzler, o prefeito Chico Braz e o deputado Vicente Lopes com uma das beneficiadas com títulos rurais, em Caapiranga. Foto: Divulgação O Governo do Estado vai promover a regularização fundiária em mais 600 lotes de terra no município de Caapiranga (a 137...
Festival promove visibilidade LGBT neste domingo Foto:Divulgação Música, show de transformistas, desfile e muita mixagem de DJs agitam o I Fest Mix LGBT 2018 que acontece neste domingo (22), das 17h às 0h, na rua José Clemente, ao lado da Caixa Econômica Federal, Centro. O festival conta com o apoio da Prefeitura de Mana...
Dois jovens morrem após moto colidir contra palmeira na Max Teixeira Foto: Divulgação Dois jovens morreram em um acidente que aconteceu na madrugada deste sábado (21), na avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova, na zona Norte de Manaus. Segundo a Polícia Militar, as duas vítimas estavam em uma motocicleta, modelo Honda CG 125, q...
2ª Mostra Literária da SEC terá exposições, filmes e lançamento de CD neste domingo Reunindo cantores, expositores e artistas visuais, o Centro Cultural Usina Chaminé receberá, neste domingo (22), a 2ª Mostra Literária da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), a partir das 16h. O Usina Chaminé, localizado na Avenida Manaus Moderna, s/n, Centro, passou por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook