Dezenove atletas do Amazonas vão compor a seleção brasileira de Jiu-Jítsu que disputará o World Pro

A Arena Amadeu Teixeira foi palco de combates emocionantes. Fotos: Mauro Neto/Sejel/Divulgação

Durante dois dias, Manaus se tornou a principal capital da arte suave do País, com o National Pro de Jiu-Jítsu. O evento, que neste final de semana, 11 e 12, somou um público rotativo de dez mil pessoas na Arena Amadeu Teixeira (Loris Cordovil), foi palco de combates emocionantes entre os melhores cascas-grossas do Brasil e revelou, finalmente, as 55 pessoas que vão compor a primeira seleção brasileira de Jiu-Jítsu e que irão ganhar o free pass para o World Pro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. O evento recebeu apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Dos mais de cinquenta atletas, 19 amazonenses figuraram entre os campeões do National: Ricardo Guimarães (Azul-Adulto- 56Kg), Thalisson Soares (Azul-Adulto-62Kg), Luiz Medeiros (Azul-Adulro-69Kg), Joel Adan (Roxa-Adulto – 77kg), Alexsandro Sodre (Marrom-Adulto-69Kg), Leandro de Souza (Marrom-Adulto-77Kg), Douglas Amaral (Marrom-Adulto-85kg), Mateus Xavier (Marrom-Adulto-110kg), Huendel Osaki (Preta-Adulto-56Kg), Diego Silva (Preta-Adulto-85kg), Gabriel Moraes (Preta-Master-62Kg), Ayres Neto ((Preta-Master-69Kg), Eduardo Inojosa (Preta-Master-94Kg), Luanne Fernandes (Azul-Adulto-49Kg), Brenda Larissa (Azul-Adulto-55Kg), Karol Santos (Azul-Adulto-70Kg), Rita Reis (Roxa-Adulto-49Kg), Jeane Maricaua (Roxa-Adulto-55Kg), Angela Angelos (Marrom + Preta – 49Kg).

Todo o time da seleção será comandada pelo mestre Zé Mario Sperry e ainda terão direito a uma equipe multidisciplinar, composta de dois fisioterapeutas, dois nutricionistas, um médico e um auxiliar técnico.Para o titular da Sejel, Fabricio Lima, Manaus entra para a história do Jiu-Jítsu nacional com o sucesso do evento. Além disso, o bom andamento da competição garantiu que mais parcerias com a Federação Brasileira de Jiu-Jítsu (FBJJ) possam ser fechadas.

“Tudo que aconteceu em Manaus nesses últimos dois dias foi inédito. Nossa Arena nunca ficou tão preparada para uma competição de Jiu-Jítsu e recebi a notícia da FBJJ que este foi o melhor National de todos os tempos, o que nos orgulha muito. Só tenho a agradecer a confiança da organização, os atletas, o governador José Melo, e o público que compareceu. Com toda certeza, depois deste espetáculo, nos credenciamos para receber ainda mais eventos nacionais e até internacionais da Federação”, disse.

Cinquenta e cinco atletas vão compor a primeira seleção brasileira de Jiu-Jítsu e irão ganhar o free pass para o World Pro, em Abu Dhabi.

Atletas em destaque 

A única representante da terrinha baré, Rita de Cássia, não atuava pela a arte suave há seis anos e resolveu retornar à modalidade para disputar o National. Ela venceu por finalização –  chave de braço – as duas lutas que protagonizou com a mesma adversária, Débora Galvão. Ritinha, como a lutadora é conhecida no meio, iniciou no Jiu-Jítsu aos setes anos de idade e parou de praticar a modalidade para poder focar no Judô. O retorno da casca grossa não poderia ter sido melhor.

“Em 2015 cheguei a ir aos Emirados Árabes para competir o Mundial de Judô e retornar a Abu Dhabi pelo Jiu-Jítsu tem um gostinho especial. Eu vim para o National com o joelho esquerdo baqueado, mas graças a Deus deu tudo certo e agora vou sentir uma emoção diferente lá no World Pro. Tive que baixar três quilos para esta luta e finalizei a Débora nas duas lutas. Estou satisfeita e muito feliz pelo resultado, principalmente por querer voltar ao Jiu-Jítsu e isso só foi possível por eu ter enxergado nesta competição um evento que valoriza o atletas e o esporte”, destacou a faixa roxa.

Pela segunda vez, o amazonense Gabriel Moraes vai para a terra do Sheikh Mohammed Bin Zayed. A primeira foi em 2016, quando em Abu Dhabi ele faturou cinco mil dólares pela categoria. Aos 33 anos, o faixa preta venceu o National pela Master I até 62 kg, depois de finalizar o lutador Renato Machado. A responsabilidade de compor a seleção brasileira não assusta o atleta, pelo contrário, é motivo de ainda mais dedicação para representar bem o País.

“Vencer este National é outra emoção. Da primeira vez que fui para Abu Dhabi eu consegui um patrocínio, mas fui sem free pass. Desta vez, vou com todo o conforto, o que me possibilita focar apenas nos treinos. Eu estava numa preparação dura de seis horas por dia e a ideia agora é intensificar até a competição internacional. Ano passado, eu faturei a categoria no World Pro e agora quero fazer ainda melhor e ajudar a seleção”, disse o lutador, que desde os 14 anos pratica a modalidade.

Após três lutas, o amazonense faixa preta Eduardo Inojosa fez a final com Gabriel Castro, de Roraima, e venceu por uma vantagem. Aplaudido pelo público manauara, um dos grandes nomes do Jiu-Jítsu da terrinha faturou a Master I, até 94kg. Agora ele arruma a mala rumo a Los Angeles.

“O nível aqui foi muito alto e é uma grande oportunidade fazer parte da primeira seleção brasileira. Participei do World Pro em 2014, mas creio que neste ano vou mais maduro. Semana que vem, já vou para Los Angeles treinar com os mestres Saulo e Xandy (Ribeiro) e investir na preparação é o meu foco. Volto no início de abril para ir direto para o World Pro”, destacou.

Gabriel Moraes, faixa preta Master, disse que vai intensificar a preparação para disputar a competição internacional.

 

Resultados (em vermelho são os amazonenses )

AZUL / ADULTO / MASCULINO

  • Até 56kg  – Ricardo Guimarães (Game Fight)
  • Até 62kg  – Thalisson Soares (PSLB Cicero Costha)
  • Até 69kg  – Luiz Medeiros (Alliance)
  • Até 77kg  – Alex Santos (Clube Feijão)
  • Até 85kg  – Wilton Junior (Seleção Maranhense)
  • Até 94kg  – Erich Santos (Clube Feijão)
  • Até 110kg – Raphael Santos (Clube Feijão)

 

ROXA / ADULTO / MASCULINO

  • Até 56kg  –
  • Até 62kg  – Jose Lima (Nova União)
  • Até 69kg  – Guilherme Rosa (Scorpyon Jiu Jitsu)
  • Até 77kg  – Joel Adan (Alliance)
  • Até 85kg  – Vinicius Reis (G13)
  • Até 94kg  – Pedro Elias (NS Brotherhood)
  • Até 110kg – Pedro Pimenta (GF Team)

 

MARROM / ADULTO / MASCULINO

  • Até 56kg  – Cicero Paiva (Nova União)
  • Até 62kg  – Jonas Pereira (Alliance)
  • Até 69kg  – Alexsandro Sodre (Clube Feijão)
  • Até 77kg  – Leandro de Souza (Clube Pina)
  • Até 85kg  – Douglas Amaral (Chekmate)
  • Até 94kg  – Gustavo Batista (NS Brotherhood)
  • Até 110kg  – Mateus Xavier (Chekmate)

 

PRETA / ADULTO / MASCULINO

  • Até 56kg  – Huendel Osaki (Alliance)
  • Até 62kg  – Cleber Fernandes (Almeida JJ)
  • Até 69kg  – Isaque Paiva (Saikoo)
  • Até 77kg  – Gabriel Arges (Gracie Barra BH)
  • Até 85kg  – Diego Silva (Zenith)
  • Até 94kg  – Nicholas Meregali (Allience Mario Reis)
  • Até 110kg  – Jose Junior (Uaejj Team – Training Hall)

 

PRETA / MASTER 1 / MASCULINO

  • Até 56kg  – 1 PACOTE
  • Até 62kg  – Gabriel Moraes (Alliance)
  • Até 69kg  – Ayres Neto (Carioca Team)
  • Até 77kg  – Edson Junior (Arena BJJ)
  • Até 85kg  – Victor Bomfim (GF Team)
  • Até 94kg  – Eduardo Inojosa (Ribeiro Jiu Jitsu)
  • Até 110kg  – Leandro Costa (NS Brotherhood)

 

AZUL / ADULTO / FEMININO

  • Até 49kg  – Luanne Fernades (Alliance)
  • Até 55kg  – Brenda Larissa (Alliance)
  • Até 62kg  – Miranda Galban  (Equipe Nova União)
  • Até 70kg  – Karol Santos (HBJ Jiu Jitsu)
  • Até 90kg  – Michele Xavier (Saulo Barbosa Jiu Jitsu)

ROXA / ADULTO / FEMININO

  • Até 49kg  – Rita Reis (Ivo Neto BJJ)
  • Até 55kg  – Jeane Maricaua (Orley Lobato)
  • Até 62kg  – Melissa Cueto (Drill Bjj School)
  • Até 70kg  – Cassia Paixão (Ivan Fajjardo Alliance)
  • Até 90kg  – Heloisa Ferreira (Alliance)

MARROM + PRETA / ADULTO / FEMININO

  • Até 49kg  – Angela Angelos (GF Team)
  • Até 55kg  – Ana Talita Alencar (Alliance Los Angeles)
  • Até 62kg  – Bianca Basilio (Almeida JJ)
  • Até 70kg  – Luiza Costa (NS Brotherhood)
  • Até 90kg  – Talita Nogueira (NS Brotherhood)

 

 

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook