Agnaldo do Samba: O barítono da Selva

Por Daniel Sales

Antônio Agnaldo nasceu em meados da década de 1960. Desde menino possuía predileção pelas artes. Cedo começou a batucar e foi nas baterias pela cidade de Manaus que ele adentrou no mundo do samba. Com sua voz destacável barítonal chegou à então nascente Mocidade Independente de Aparecida. Lá Mr. Guina foi o puxador oficial da verde e branco. Também ajudou a compor sambas e fez seu nome na prestigiada escola de samba.
Na década de 1980 Agnaldo cantou por várias escolas. Um jovem de pequena estatura mas com uma voz de gigante. Sempre era requisitado e com seu jeito brejeiro, brincalhão e chisteiro, cativava à muitos. Boêmio, bom malandro, chegou à escola de samba Sem Compromisso para cantar no carnaval de 1990 junto à Aor Amorim e Samuel Sales – que lá já estavam – mais o jovem Renildo. Durante anos o quarteto formou quiçá o melhor naipe de cantores de escola de samba da cidade. Em 1998 Agnaldo cantou no Coroado, ano seguinte assumiu a “boca de ferro” da Unidos do Alvorada. No ano 2000 foi chamado pelo presidente Alzeir para compor a base de intérpretes da Sem Compromisso, junto à Arlindo Júnior, Ed Carlos, Samuel e Daniel Sales, e Paulo Onça ( compositor do samba ). Com a chegada do presidente João Batista ao poder das escolas dos Tucanos, eis que o barítono reassume sua posição de intérprete oficial da preto e amarelo com seu samba sobre o piloto Antônio Pizzonia. Em 2005, Guina recebe das mãos do reitor da UEA o prêmio de samba campeão, no enredo sobre a Universidade Estadual. Em 2007 volta à Alvorada, onde fica por dois anos. Em 2009, mais uma volta à Sem Compromisso. O cantor e compositor canta na escola até 2012. Em 2010 chamei-o para ser o intérprete/puxador oficial da Ipixuna ( onde cantou até 2013 ). Também cantou na Presidente Vargas. Desde 2014 ele canta na andanças de Ciganos.
Sem dúvida a cara de Agnaldo do Samba faz-se presente no canto do alusivo bastante conhecido, da escola dos tucanos: “Só tenho uma certeza na vida / minha paixão é pra valer / óh minha escola querida / sou Sem Compromisso até morrer”. Agnaldo compôs para o carnaval de 2000 um samba sw concentração primoroso, que diz assim:”Levante o seu astral venha brincar / deixe a tristeza pra lá / Sem Compromisso levando alegria pro ar / não quero ver ninguém parado / esse é o recado para esse carnaval… (…)”. É no bar do Jangadeiro que Agnaldo canta há muito tempo, lá, junto à outros artistas e músicos, passa o ano inteiro distribuindo sua simpatia e alegria, além, é claro, do seu inusitado talento. Parabéns, Agnaldo do Samba, o barítono da Selva.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook