FHAJ realiza primeira infusão em domicílio no Amazonas em paciente com doença metabólica rara

Criança de sete anos, que mora em Manacapuru, recebeu a primeira infusão em domicílio. Foto: Divulgação

O Centro de Tratamento de Reposição Enzimática (CTRE) da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), órgão do Governo do Amazonas, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), realizou mais uma conquista neste sábado (18), com a primeira infusão em domicílio no Estado do Amazonas, em paciente com Mucopolissacaridose (MPS) do tipo II. A infusão foi feita na casa do paciente, que mora em Manacapuru.

As Mucopolissacaridoses (MPS) são um conjunto de doenças metabólicas hereditárias e raras, que têm, entre seus sintomas, atrasos no desenvolvimento, severa displasia esquelética, defeitos cardíacos, entre outros. Atualmente, no Amazonas, 15 pacientes em tratamento para  MPS e mais um aguardando liberação da medicação.

O diretor presidente da FHAJ, Alexandre Bichara, destaca que o acompanhamento multidisciplinar é importante. “É necessário diagnosticar precocemente complicações e melhorar a qualidade de vida do portador de MPS. “Este trabalho na Fundação, vem sendo realizado desde 2008, com toda a equipe trabalhando na sensibilização de profissionais de saúde, familiares e estudantes que utilizam a estrutura do nosso Hospital como campo de estágio”, destacou Bichara. “Tanto que em 2014, fomos vencedores, da Região Norte, do concurso Campeões do Carinho na categoria Instituições de Saúde , promovido pela Johnson&Johnson, com o projeto do CTRE”.

A enfermeira Joseleide Almeida, que integra o projeto na FHAJ, detalha que o trabalho desenvolvido com os pacientes resultou na implantação da Associação dos Pacientes Portadores de Mucopolissacaridoses (MPS) da Amazônia, “A infusão em domicílio é mais uma conquista. Este paciente, pioneiro na infusão em domicílio mora em Manacapuru e tem 7 anos”, disse Joseleide.

O que são MPS

São doenças metabólicas hereditárias causadas por erros inatos do metabolismo que determinam a diminuição da atividade de determinadas enzimas, cuja atuação se dá na estrutura da célula denominada de lisossomo. As MPS fazem parte de um grupo chamado Doenças de Depósito Lisossômico.

Nas MPS ocorre a deficiência ou falta de enzimas que digerem substâncias chamadas Glicosaminoglicanos (GAG), antigamente conhecidas como mucopolissacarides.  Quando os GAG não são digeridos corretamente, devido à deficiência de alguma enzima, ficam depositados no interior dos  lisossomos e também são eliminados pela urina.

 

 

Veja também

A nulidade do voto Se fizermos uma conta simples, com números aproximados, tomando os dados da eleição amazonense, veremos algo espantoso. Se a abstenção for de 20%, em cerca de 2,3 milhões de eleitores, já teremos um total de 460 mil ausentes, ou seja, apenas 1,840 milhão deverão comparecer à...
No meio do povo, Amazonino festeja os 30 anos do bairro Armando Mendes O candidato Amazonino Mendes (PDT) festejou ao lado dos moradores do bairro Armando Mendes, Zona Leste, os 30 anos de fundação da comunidade, no fim da tarde desta quarta-feira (23), durante um minicomício. A manifestação popular contou com a participação do prefeito de ...
A gastronomia amazonense pede socorro A gastronomia vem, cada vez mais, ganhando destaque no cenário nacional. No turismo, mundo afora, isso é uma realidade que atravessa os séculos. Até os Estados Unidos, cuja aptidão gastronômica sempre foi muito criticada, principalmente devido ao gosto pelo fast food, vai ao...
Eduardo Braga e Marcelo Ramos trocam abraço caloroso, em evento com artistas, encerrando boatos de b... Eduardo Braga e Marcelo Ramos trocam abraço caloroso, durante evento no PCdoB, encerrando os boatos de que brigaram. Foto: Chico BatataUm evento promovido pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), na noite desta terça-feira (22/08), mostrou que as relações entre o senad...
Menos de 48h após prisão, Mano Kaio, que preparava execuções, pede desculpas às famílias dos que mat... O líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), Kaio Wellington Cardoso dos Santos, conhecido como “Mano Kaio”, pediu desculpas às famílias das pessoas que matou. O traficante, que tem fama de sanguinário e é acusado de vários crimes, confessou que estava organizando um ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook