Deputada acusa irmão do governador e ex-comandante da PM pela morte de militante e se diz ameaçada

A deputada Alessandra Campêlo disse que após ter acesso ao relatório policial recebeu ameaças. Foto: Arquivo

Por Gabriel Machado

O irmão do governador José Melo, Evandro Melo, e o ex-comandante da Polícia Militar, coronel Marcus James Frota Lobato, estariam envolvidos no assassinato do estudante Alexandre Ferreira, em fevereiro do ano passado. O relatório policial foi apresentado pela deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB), que afirma estar sendo ameaçada após ter acesso a essas informações.

Veja aqui o relatório policial apresentado pela deputada

O documento apresentado pela deputada é referente ao assassinado do militante político e estudante Alexandre Ferreira, que aconteceu em fevereiro de 2016. Ela acredita que o jovem tenha sido morto por estar envolvido em um protesto contra o atual governador.

“Através de documentação do próprio processo e de depoimentos, tive acesso a fato de que há três pedidos de autorização para investigar o irmão do governador, Evandro Melo, e o ex-comandante da Polícia Militar, coronel Frota. Eles estariam envolvidos no mando deste assassinato”, completa a deputada.

O relatório da Polícia Civil mostra que os acusados pelo crime – Ildecler Ponce Leão, Tiago Nascimento e Carlos Henrique da Silva – relataram encontros com Evandro e Frota. “Pelo que consta no documento, a vítima [Alexandre] estava envolvido no protesto contra o governador, no qual foram distribuídos panfletos em forma de dinheiro com o rosto de José Melo. O caso ganhou inclusive repercussão nacional. O governo não perdoou e pediu uma vasta investigação sobre a manifestação”, afirmou Alessandra.

Conforme a deputada, o governo teria chegado até Alexandre e o obrigado a dizer que todo o protesto foi uma armação. “Esse crime também envolve o tráfico de drogas, pois foi relatado que o coronel Frota teria mandado colocar um quilo de cocaína dentro da bolsa do estudante. A droga, no entanto, nunca foi encontrada, porque o Alexandre chegou em casa antes que a viatura da polícia conseguisse achá-lo”, conta Alessandra.

Ameaças

De acordo com a deputada, carros com placas frias chegaram a segui-la desde que teve acesso ao relatório policial. “A polícia e o Ministério Público já têm o nome dessas pessoas [que a estariam ameaçando]. Fui avisada que estava mexendo com coisas pesadas e que eu deveria ter mais cuidado, pois não ando com segurança”, disse Alessandra.

Alessandra Campêlo afirmou que já procurou o Ministério Público Federal e o procurador de Justiça do Estado, Fábio Monteiro, para relatar as ameaças.

 

Veja também

Em Manaus, oncologista troca o jaleco por traje de roqueiro e faz campanha de prevenção ao câncer de... Oncologista William Fuzita conversou sobre prevenção ao câncer de mama no Porão do Alemão. Foto: arquivo pessoalNa última sexta-feira (20), o médico oncologista William Fuzita surpreendeu os frequentadores do Rock Bar Porão do Alemão, na zona oeste de Manaus, ao subir n...
OAB-AM exige da Antaq ‘direito de ir e vir’ na balsa Ceasa-Careiro Fila gigantesca se formou na sexta-feira, no lado de ManausOs problemas registrados este fim de semana, quando a travessia Ceasa-Careiro ficou comprometida, levaram a Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM) a emitir Nota Oficial sobre o tema. "Trata-se de out...
Exclusivo: Vocalista do ‘Sorriso Maroto’, com show marcado para 1º/11, manda recado aos ... Grupo Sorriso Maroto é destaque do Pagode 360, dia 1º de novembro, em ManausQuem acompanha o grupo Sorriso Maroto imagina o quanto deve ser complicado montar um repertório para as apresentações em inúmeras cidades brasileiras. Bruno, vocalista da banda, afirma que, para...
Ação itinerante da Prefeitura de Manaus atende mais de 5 mil pessoas, no Novo Aleixo Mais de 5 mil pessoas foram atendidas, neste sábado, 21/10, durante o projeto Prefeitura + Presente, realizado na Escola Municipal Professora Jarlece da Conceição Zaranza, na avenida Coronel Sávio Belota, Novo Aleixo, zona Leste de Manaus. Durante a ação foram oferecidos...
Para conter despesas, Sejel suspende atividades nos estádios Carlos Zamith e Ismael Benigno Estádio Carlos Zamith e Ismael Benigno vão ficar sem atividades. Foto: SejelA Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) está suspendendo todas as atividades dos estádios Carlos Zamith, no bairro Coroado e Ismael Benigno, no bairro São Raimundo. A portar...

2 comentários para “Deputada acusa irmão do governador e ex-comandante da PM pela morte de militante e se diz ameaçada

  1. Plínio Mendes disse:

    2018 chegando com eleições e reeleições, e parlamentares medíocres querendo aparecer na mídia. Vá trabalhar Dep. Alessandra!…o povo está de olho!

  2. Rosenilde das Dores s.Najar disse:

    Querendo aparecer Alessandra Campeão Dr. Evarejo Melo não mata umas mosca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *