Primeira Feira de Produtos Regionais é inaugurada em Rio Preto da Eva

Na nova feira, as mercadorias serão vendidas diretamente pelo produtor rural, o que significa preços mais baratos para o consumidor. Foto: Valdo Leão/Secom/Divulgação

Rio Preto da Eva (a 81 quilômetros de Manaus) completou 35 anos nesta sexta-feira (31/03), e foi a primeiro município do interior a receber uma Feira de Produtos Regionais, principal vitrine para que os produtores rurais do Estado possam expor e vender aquilo que produzem.

A partir de agora, assim como é feito nas feiras de Manaus, as mercadorias serão vendidas diretamente pelo produtor rural, o que significa preços mais baratos para o consumidor. O investimento é da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) em parceria com a Prefeitura do Município e o Fundo de Promoção Social (FPS).

“Dentro da Matriz Econômica Ambiental, proposta pelo governador José Melo, alavancar a produção agrícola do interior é uma das prioridades, mas também precisamos garantir que esses itens cheguem ao consumidor com preços competitivos e justos para quem compra e para quem vende”, disse o vice-governador Henrique Oliveira, que estava acompanhado pelo prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Souza.

Presidente de honra do FPS, a primeira-dama do Estado Edilene Gomes de Oliveira, é uma entusiasta do projeto de ações de comercialização de produtos regionais. Ano passado, o Fundo investiu R$ 100 mil na estruturação de cinco feiras do mesmo modelo.

De acordo com o presidente da ADS, Lissandro Breval, outras nove feiras devem ser inauguradas em parceria com o FPS, em 2017, beneficiando a população da capital e do interior. A expectativa é que a movimentação econômica nos espaços cresça pelo menos 80%. “Em 2016 as feiras movimentaram R$ 10 milhões, numero superior a 2015. Para este ano, com o aumento do numero de iniciativas pelo interior, a meta é chegar aos R$ 18,5 milhões”, explicou.

Além de Rio Preto da Eva, os municípios de Itacoatiara, Manacapuru, Benjamin Constant, Tefé, Iranduba, Maués, Lábrea, Tonantins e Manaus deverão receber a Feira, no decorrer de 2017.

Produtor

Conhecido como “Zé das Verduras”, o produtor José Pedro dos Santos comemorou a inauguração, pois vai garantir a comercialização de seus produtos. “Eu tinha que vender tudo para os atravessadores e perdia muito com isso. Agora eu tenho o contato direto com os clientes. Vendendo bem vou valorizar meus produtos e ainda aumentar a minha produção”, afirmou.

A nova feira abrigará mais de 50 agricultores familiares de comunidades do município e receberá um novo espaço com 20m², tendas e expositores para pescados. Na ocasião, serão entregues aos produtores mais de cinco mil embalagens para produtos regionais e eles contarão com atendimento do Balcão de Agronegócios da ADS.

Piscicultura

Henrique Oliveira também participou da inauguração da Feira de Piscicultura, realizada pela prefeitura, com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror). Atualmente, o município de Rio Preto da Eva envolve mais de 480 famílias rurais na criação de peixe, e conta com uma área alagada de 714 hectares. A produção atinge a margem de 6,4 mil toneladas de pescado por ano.

Reinaugurações 

O vice-governador também acompanhou o prefeito Anderson Souza em uma maratona de reinaugurações realizadas pela prefeitura, com o apoio do Estado. Ao todo foram 13 reinaugurações, sendo cinco escolas municipais, o novo escritório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), quadras poliesportivas, creches, a rotatória e o recapeamento da cidade, entre outros, que tiveram investimentos de R$ 3 milhões do município, com o apoio do Governo do Amazonas.

“Nós finalizamos os primeiros 90 dias da nossa gestão podendo realizar uma série de obras que beneficiaram a nossa população, mas só pude fazer isso, pois tenho um amigo chamado José Melo, que tem muito carinho pelo povo do interior e sabe como é importante que o município e o Estado trabalhem juntos”, afirmou o prefeito. Ele fez questão de lembrar que desde que assumiu a cidade em janeiro deste ano, com o apoio do governador, já conseguiu asfaltar 50% da cidade.

Feiras 

Atualmente, funcionam sob a coordenação da ADS, em Manaus, cinco feiras que operam nos seguintes locais: Feira da Agremiação de Subtenentes e Sargentos da Amazônia (ASA); na Polícia Militar (PM); no Clube dos Suboficiais e Sargentos da Aeronáutica (Cassam); na Escola Estadual Júlio Cesar de Morais Passos (Cidade Nova) e a mais nova no Shopping Sumaúma, no bairro Cidade Nova, zona Norte.

Participam das feiras, hoje, 57 cooperativas, associações e produtores rurais individuais. Em todo o Amazonas, as feiras beneficiam 2.630 famílias. Com base em cálculos da ADS, a renda familiar dos agricultores aumentou em mais de 80%, com a retirada do atravessador do processo de comercialização.

 

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook