Defensoria solicita à Prefeitura mais permissões para taxistas atuarem em Manaus

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), por meio da Defensoria Especializada em Atividades de Interesse Coletivo (DPEAIC), enviou à Prefeitura de Manaus um ofício, na última segunda-feira, dia 3, com uma solicitação de iniciativa de projeto para alteração da Lei Municipal n° 2.019/2016, que trata do quantitativo de permissões para taxistas, visto que o Artigo 280 da Lei Orgânica do Município de Manaus (Loman) indica que o quantitativo de permissões para este tipo de serviço deve seguir a proporção de 1 para cada 500 habitantes.

No pedido, o titular da DPEAIC, defensor público Carlos Almeida Filho, argumenta que o Artigo 6° da Lei 2.019/2016 fixa quantitativo inferior ao necessário, conflitando com o critério estabelecido pela Loman, de acordo com dados divulgados no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O ofício foi encaminhado ao prefeito de Manaus em exercício, Marcos Rotta.

A medida foi resultado de muita conversa com a categoria, em reunião e audiência pública em que a DPE- AM, por meio da DPEAIC, esteve com o prefeito em exercício e representantes de órgãos como a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), a Procuradoria Geral do Município (PGM), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o sindicato dos taxistas. Nas duas ocasiões, representantes da categoria solicitaram mais permissões e também uma fiscalização mais rigorosa para que sejam identificados e punidos os motoristas que atuam na clandestinidade.

Atualmente, 385 profissionais já estão participando de um processo de licitação ofertado pela SMTU em abril do ano passado. Estes taxistas foram classificados por critérios como experiência profissional, pontuação na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e idade e concorrem a 118 vagas, para carros normais, e 30, para aqueles adaptados para motoristas com alguma deficiência física.  Contudo, o próprio presidente do sindicato dos taxistas, Luiz Augusto Aguiar, afirmou não estar de acordo com as condições do edital e pleiteou que fosse firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para alterar a quantidade de vagas para os permissionários.

Como a categoria não apresentou uma proposta pacífica, a Defensoria Pública solicitou alteração da Lei Municipal n° 2.019/2016. “Encaminhamos a solicitação à Prefeitura no início desta semana, com prazo de 5 dias úteis para eles nos retornarem uma resposta. Acredito que esta medida traz resultado mais rápido que um TAC, como foi cogitado. Assim, tanto a população de Manaus, quanto os motoristas não ficam prejudicados pelo baixo número de profissionais habilitados para prestar um serviço com a segurança necessária”, observou o defensor Carlos Almeida.

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também

Governador assina termo de compromisso com o Mapa para certificação do Amazonas como área livre de f... O governador David Almeida e o diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques, estiveram nesta quinta-feira, 17, em Apuí, a 453 quilômetros da capital, onde assinaram o Termo de Compromisso para o pr...
A Grande Família escolhe samba-enredo neste sábado   A escola de samba A Grande Família escolhe, neste sábado, 19, a partir das 21h, o samba-enredo que vai levar para a avenida no Carnaval 2018. Com o tema: “Colômbia – A Esmeralda das Américas” vai contar um pouco da história, cultura e particularidades do país vizinho. A ...
Amazonino recebe apoio de mais três prefeitos, inclusive do PMDB O prefeito de Juruá, Dr. Junior Rodrigues (PMDB), foi dar apoio à candidatura de Amazonino. Foto: DivulgaçãoA dez dias da votação do segundo turno da eleição suplementar, o candidato Amazonino Mendes (PDT) recebeu, no fim da tarde desta terça-feira (17), o apoio dos pre...
Seduc reinaugura três escolas estaduais do município de Borba, nesta sexta-feira O Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), entrega nesta sexta-feira, 18, mais três escolas reformada no município de Borba. Um pacote de obras, orçada, a princípio, em R$ 13 milhões e mais um aditivo de R$ 7 ...
Campeões do 61º Festival Folclórico do Amazonas serão conhecidos nesta sexta-feira Durante 13 dias, mais de 50 mil pessoas prestigiaram as apresentações dos grupos das categorias Bronze e Prata. Foto: Ingrid Anne/Manauscult.Encerrando a programação do 61º Festival Folclórico, a Festa dos Campeões acontece nesta sexta-feira (18/8), às 19h, após a apura...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook