Gestores têm contas aprovadas em sessão do TCE

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) julgou regular com ressalvas e sem multa a prestação de contas do diretor-presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (Ipem), Márcio André Oliveira Brito. Referente ao exercício de 2014, as contas foram aprovadas pelo colegiado, que decidiu seguir a proposta de voto do relator do processo, auditor Mário José de Moraes Costa Filho..

Também foram julgadas regulares com ressalvas, sem aplicação de multa, as contas do Fundo Especial da Procuradoria Geral do Estado do Amazonas – FUNDPGE/AM, exercício de 2015, tendo como responsáveis o ex-procurador-geral do estado Clóvis Smith Frota Júnior, e os ordenadores de despesa Fábio Pereira Garcia dos Santos, ex-subprocurador-geral do Estado, no período de 01.01.2015 a 19.03.2015, e Carlos Alexandre Moreira de Carvalho, ex-subprocurador-geral do Estado, de 20.03.2015 a 31.12.2015.

O exercício financeiro de 2015, da prestação de contas da Procuradoria Geral do Estado do Amazonas – PGE/AM, sob a responsabilidade de Clóvis Smith Frota Júnior, ex-procurador-geral do Estado do Amazonas, e dos ordenadores de despesa Fábio Pereira Garcia dos Santos, ex-subprocurador-geral do estado, no período de 01.01.2015 a 19.03.2015, Carlos Alexandre Moreira de Carvalho, Subprocurador-Geral do estado, de 20.03.2015 a 31.12.2015, também foram apreciadas. O ex-procurador-geral Clóvis Smith Frota Júnior e o ex-subprocurador-geral Carlos Alexandre Moreira de Carvalho, tiveram as prestações julgadas regulares com ressalvas sem multas; e o ex-subprocurador-geral Fabio Pereira Garcia dos Santos teve a prestação julgada regular. Foi aplicada multa ao controlador-geral do estado Leopoldo Peres, no valor de R$ 43 mil, pela ausência do relatório e certificado de auditoria, com parecer daquele órgão de controle interno, junto à Prestação de Contas Anual, exercício de 2015, dos responsáveis pela Procuradoria Geral do Estado do Amazonas, em desacordo ao estabelecido no inciso III, do art. 10, da Lei n° 2423/1996.

Já o responsável pela Casa Militar da Prefeitura Municipal de Manaus, José Fernando de Farias, teve a prestação de contas, referente ao exercício de 2013, julgada regular com ressalvas, porém foi aplicada multa de R$ 4,4 mil, em virtude do deficiente controle na aquisição de combustíveis e das imotivadas adesões a atas de registros de preços.

Veja também

Ortopedistas confirmam enfrentamento e anunciam ações em hospitais a partir deste sábado (25/11) Rafael Benoliel, presidente do ITO-AM, levanta troféu durante recente congresso da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) em Manaus. Entre ele e o médico Francisco Brandão, o presidente da SBOT-AM, Paulo Su. Ortopedistas querem "resgatar dignidade"Os o...
Amazonino efetiva Paula Kanzler no comando da Secretaria de Estado de Política Fundiária Paula Kanzler assume a pasta antes ocupada por Diego Afonso. Foto: ReproduçãoFoi publicada no Diário Oficial do Amazonas, edição de 17/11, a nomeação de Paula Andrea Kanzler Soares como titular da Secretaria de Estado de Política Fundiária (SPF). O Portal do Marcos Sant...
Governo fecha acordo com 17 cooperativas médicas, isola ITO-AM e médicos alfinetam gestão David Alme... Médicos e enfermeiros aceitaram parcelamento dos salários, que estão atrasados entre um e cinco mesesO Governo do Amazonas, em reunião realizada na tarde desta sexta (24/11), firmou acordo salarial com 17 cooperativas médicas. Vai pagar outubro, "o mês da atual gestão",...
Marinha chega ao naufrágio do barco Tanaka e constata que há dois desaparecidos. Buscas começam O barco Tanaka Neto IV virou com 102 passageiros a bordo. Fotos: Divulgação CMA A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9° Distrito Naval, informa que dois passageiros que estavam no barco Tanaka Neto IV estão desaparecidos. A embarcação virou  na manhã desta sex...
Barco adernou após bater em pedra com 102 passageiros a bordo Barco adernou, após sair de São Gabriel da CachoeiraAo deixar São Gabriel da Cachoeira, a embarcação Tanaka IV bateu em uma pedra e virou. O Município fica a 856 quilômetros de Manaus. O barco adernou quando estava a caminho da capital, na manhã desta sexta-feira (24/11...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook