Conselheira do TCE nega pedido para suspender reajuste da passagem de ônibus

A conselheira Yara Lins do Santos negou o pedido de medida cautelar pleiteado pelo Ministério Público de Contas. Foto: Ana Claudia Jatahy/TCE/Divulgação

Em decisão monocrática, assinada no final da manhã desta quarta-feira (12/04), a relatora das contas da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), conselheira Yara Lins do Santos, negou o pedido de medida cautelar pleiteado pelo Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Amazonas (MPC/TCE-AM), que pedia a suspensão do reajuste do preço da passagem de ônibus do transporte coletivo em Manaus.

Em seu despacho, embora tenha argumentado não ter encontrado no processo — com mais de duas mil páginas — indícios de supostas inconsistências nas planilhas ou dados que fundamentassem a redução da tarifa, a conselheira revelou que o Departamento de Auditoria Operacional (Deaop) do TCE está realizando uma análise pormenorizada e cuidadosa das planilhas e dados, para se definir, com segurança, qual o real e justo valor tarifário, sem que se interfira negativamente nas atividades empresariais e nem na continuidade do serviço.

A conselheira informou ainda que deverá oficiar, na próxima semana, a Prefeitura de Manaus para que explique a respeito da concessão de Subvenção Econômica às empresas concessionárias de Transporte Público. “No início do mês, a Câmara Municipal de Manaus aprovou a Lei nº 2.215, que abriu Crédito Adicional ao Orçamento Municipal, o qual prevê a destinação de R$ 5 milhões para ser usado como subsídio para as empresas de transporte coletivo. Vamos notificar a Prefeitura de Manaus para que nos informem detalhes. Queremos saber como vai funcionar e ter acesso aos dados”, disse.

Ainda em seu despacho, a conselheira Yara Lins dos Santos informou que não vislumbrou nos autos dados concretos que a fizessem ter o convencimento de que o preço aplicado na tarifa técnica deva ser inferior aos atuais R$ 3,82 aplicados.

Na leitura da relatora, a suspensão dos dois decretos que aumentaram a tarifa — como havia solicitado o MPC—, sem balizas e subsídios técnicos suficientemente precisos, poderia ocasionar a inviabilização do sistema de transporte público em Manaus, fazendo com que as empresas não conseguissem honrar com os compromissos firmados no atual contrato de concessão, haja vista que teriam clara queda em suas receitas, fato que, pela via reflexa, prejudicaria sobremaneira a população manauense.

Veja também

Escreve contos, romances ou poemas? Últimos dias para inscrições no Edital Prêmios Literários de Man... O período de análise das obras pela comissão julgadora será de 9 de março a 1º de maio de 2018. Foto: DivulgaçãoNa última quarta-feira do mês, dia 28, termina o prazo para as inscrições no Edital Prêmios Literários Cidade de Manaus. As fichas de inscrição podem ser obti...
Protesto contra reforma da Previdência no Distrito Industrial, em Manaus Os manifestantes chegaram a fechar a entrada pra rua Quixito. Foto: Divulgação PMUm grupo de trabalhadores do Distrito Industrial e membros de centrais sindicais realizaram na manhã desta terça-feira (20), uma manifestação contra a reforma da Previdência, na rua Rio Qui...
Pistoleiros atiram contra homem em possível acerto de contas perto de campo de futebol na Compensa Samu foi acionado e levou Wesley Sales, que foi alvejado com quatro tiros na Compensa. Foto: DivulgaçãoWesley Sales Ferreira, 20, foi atingido com pelo menos quatro tiros no fim da noite desta segunda-feira (19). A tentativa de homicídio aconteceu na rua Gilberto Mestri...
Homem é preso comercializando drogas em estacionamento de hospital na zona Norte de Manaus A equipe se deslocou até o local indicado, realizou a abordagem e no interior do veículo foi encontrado 2kg de substância entorpecente maconha do tipo skank, 1kg de oxi, além de uma quantia em espécie de R$ 807,00. Foto: DivulgaçãoAnderson Costa de Menezes, de 28 anos, ...
Obras de recuperação da ponte na avenida Brasil iniciam nesta terça Já a partir das 7h da terça-feira, o trânsito será desviado na avenida Brasil, no trecho entre a rua Tobias Barreto e avenida Compensa, zona Oeste, em virtude das obras. Foto: DivulgaçãoA prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf),...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *