Para bancar alto padrão de vida, casal teria aplicado golpes de R$ 1 milhão com cartões clonados

O casal teria causado um prejuízo de R$ 1 milhão às vítimas. Foto: Lana Honorato/PC-AM/Divulgação

Nelson Fernando Silva Costa, 28, e Marcia Mendes da Silva, 20, foram presos, na terça-feira (18/04), em cumprimento de mandado de prisão preventiva por estelionato. Eles são acusados de utilizar cartões clonados para realizar compras em lojas na capital, causando um prejuízo estimado em R$ 1 milhão às vítimas.

O casal foi preso no apartamento onde morava, em um condomínio sofisticado no bairro Ponta Negra, zona oeste da cidade.

O titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Adriano Felix, informou que as investigações em torno do caso iniciaram no ano passado, após os acusados aplicarem golpe em uma loja de eletrônicos da cidade. “Na ocasião, causaram prejuízo no valor de R$ 515 mil aos proprietários do estabelecimento. Depois de praticarem o crime, Nelson e Marcia viajaram para Fortaleza, onde gastaram cerca de R$ 14 mil com passeios”, declarou.

Felix afirmou que durante as investigações o modo de vida do casal chamou atenção dos policiais civis. “Constatamos que Nelson entrava em contato com uma pessoa que mora no Rio de Janeiro, responsável pelo fornecimento dos cartões de crédito clonados. O casal não trabalhava, mas frequentava bons restaurantes e morava em um condomínio de luxo. As investigações em torno do caso irão continuar, até chegarmos ao fornecedor dos cartões, que já está sendo procurado”, ressaltou.

O mandado de prisão preventiva por estelionato em nome de Nelson foi expedido no dia 29 de novembro de 2016, pela juíza Andrea Jane Silva de Medeiros, da 5ª Vara Criminal. Já o mandado de prisão preventiva por estelionato em nome de Marcia foi expedido no dia 7 de abril deste ano, pelo juiz da Comarca de Alvarães, James Oliveira dos Santos.

Nelson e Marcia foram indiciados por estelionato. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, eles serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), respectivamente, onde ficarão à disposição da Justiça.

Veja também

Terceirizado, desesperado, salário atrasado, o nome do escravo ‘moderno’ no Amazonas. Co... Terceirizados do João Lúcio protestam pedindo pagamentoTerceirizado, trabalhador das empresas que prestam serviço público no Amazonas, é o nome da vítima do maior escândalo da atualidade. O maior e mais visível da história estadual. Vão receber, dia 22 de dezembro, os s...
Entenda a saída de Bosco Saraiva do PSDB e como fica a aliança de Arthur com Amazonino A saída de Bosco Saraiva do ninho tucano mexe nas relações do prefeito Arthur com o governador AmazoninoO vice-governador e secretário estadual de Segurança, Bosco Saraiva, acaba de deixar o PSDB, do prefeito Arthur Virgílio. Foi para o Solidariedade (SDD), do líder da ...
Governador Amazonino Mendes e embaixador peruano discutem parcerias comerciais O governador Amazonino Mendes e o embaixador do Peru, Vicente Rojas Escalante, em reunião na sede do Governo. Foto: Clovis Miranda/Secom.Uma parceria comercial entre o Estado do Amazonas e o Peru, por meio de uma logística fluvial, foi a pauta do encontro entre o govern...
Veículos abandonados são retirados de quatro bairros da zona Norte de Manaus Os veículos foram retirados dos bairros Colônia  Santo Antônio, Cidade Nova, Manoa e Parque das Nações. Foto: Marinho Ramos/Semcom Uma operação de trânsito realizada em vias da zona Norte, na manhã desta quarta-feira (22/11), removeu cinco sucatas de veículos abandonados n...
Gerente do DB afirma que violência está espalhada e anuncia cancelas nas lojas de maior movimento Grupo DB vai adotar cancelas para tentar conter assaltos aos clientes.O gerente de marketing do grupo DB, Guto Corbett, respondeu as denúncias de assaltos no DB Ponta Negra. "Colocamos, além da segurança terceirizada, cancelas de controle nas lojas de maior movimento. O...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *