Nova etapa de vacinação contra febre aftosa começa em 21 municípios

A vacinação é obrigatória e deve ser aplicada em bovinos e bubalinos de todas as idades. Foto: Divulgação

Uma nova etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começou na segunda-feira (1º/05), em 21 municípios do Amazonas. A campanha do Governo do Estado faz parte das ações de Defesa Sanitária Animal para promover a erradicação da doença em todo o Estado, de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A vacinação é obrigatória e deve ser aplicada em bovinos e bubalinos de todas as idades.

A campanha “Amazonas sem Aftosa”, coordenada pela Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) e Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), é divida em duas fases com duas etapas cada uma. Esta, segundo o secretário de Estado da Produção Rural, Hamilton Casara, é a primeira etapa da segunda fase e compreende 21 novos municípios: Apuí, Barcelos, Canutama, Carauari, Eirunepé, Envira, Humaitá, Ipixuna, Itamarati, Juruá, Lábrea, Manicoré, Novo Airão, Novo Aripuanã, Pauini, Presidente Figueiredo, Santa Isabel do Rio Negro, Guajará, Boca do Acre, São Gabriel da Cachoeira e Tapauá.

Atualmente, o rebanho do Amazonas é 1.210.509 animais, sendo 1.136.232 bovinos e 74.277 bubalinos. A estimativa da Adaf, nesta etapa, segundo o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Henrique de Araújo, é vacinar aproximadamente 700 mil animais entre bovinos e bubalinos.

“Este é um momento importante no trabalho de defesa sanitária animal desempenhado pelo Estado. A vacinação do rebanho garante a sanidade animal e possibilita a abertura de mercado, a valorização do rebanho e o livre comércio de animais, produtos e subprodutos para todo o país. Por isso, reforçamos, junto ao produtor e pecuarista, as datas de cada etapa e onde adquirir as vacinas”, pontua.

O preço médio da dose de vacina oscila entre R$1,80 e R$2,20. A vacina deve ser adquirida em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou, nos municípios que não possuem esses estabelecimentos, nos escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam).

Notificação
Em outros 41 municípios do Amazonas a primeira fase da campanha iniciou no dia 15 de março e encerrou no último domingo, 30 de abril. Este prazo, explica Casara, é de compra e aplicação da vacina. Nesses municípios os produtores e pecuaristas têm, ainda, mais quinze dias para notificar a vacinação nos escritórios da Adaf ou do Idam.

“Alcançamos índices de vacinação satisfatórios na última campanha, em 2016, com 93% do rebanho vacinado. Trabalhamos com ações educativas e informativas desde o início da campanha. É importante que o pecuarista procure um escritório do Idam ou da Adaf para notificar a vacinação dos animais. A notificação garante o registro do rebanho no sistema da agência de defesa e o repasse dessa informação ao Mapa”, reforça.

Quem não vacina e não notifica está, ainda, passível a penalidades como a multa. Não pode, ainda, retirar Guia de Trânsito Anima (GTA) – documento obrigatório para o trânsito de animal dentro e fora do Estado -, não pode participar de eventos pecuários e tão pouco transportar os animais para comercialização. No Amazonas, a multa é de R$ 40,00 por cabeça de gado não imunizado além de mais R$300,00 por propriedade e pagamento dos custos de deslocamento para ADAF realizar a vacinação, de acordo com a Lei nº 2.923, de 27/10/2004, e Decreto nº 25.583, de 28/12/2005.

Sobre a doença

A febre aftosa é uma doença causada por um vírus altamente contagioso, que acomete bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos, suínos e outros animais de cascos fendidos.

Toda suspeita de doença vesicular, segundo Alexandre Henrique, é de notificação imediata e obrigatória. Qualquer pessoa que verifique a existência de sinais clínicos, tais como: salivação (babeira), claudicação (manqueira), vesículas (feridas) na boca, patas e úbere de bovinos, búfalos, caprinos, ovinos, suínos, além de outras espécies de casco fendido, deve comunicar imediatamente a unidade mais próxima da ADAF.

Área de médio risco

O Amazonas hoje é considerado médio risco para febre aftosa, segundo classificação do Mapa tendo atualmente quatro municípios com status sanitário livre de aftosa com vacinação reconhecido internacionalmente: Boca do Acre, Guajará, Sul de Lábrea e Sul de Canutama.

Com exceção do Amazonas e Amapá, o restante do país é livre com vacinação e somente o estado de Santa Catarina é livre sem vacinação.

 

Veja também

Plano Nacional de Enfrentamento das Hepatites prioriza o Amazonas O Estado do Amazonas será priorizado no Plano de Enfrentamento das Hepatites Virais do Ministério da Saúde, que começará a imunizar a população nos próximos meses. A confirmação foi dada pelos representantes do MS, após audiência pública realizada na última terça-feira (...
Obra irregular no São Jorge é embargada e tem material apreendido Seixo e areia foram despejados em via pública. Foto: DivulgaçãoEm ação de fiscalização no sábado, 24/9, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) aplicou multa por reincidência, embargou e fez apreensão de material em uma obra irregular de um galpão na rua ...
CAIMIs têm programação especial em comemoração ao Dia do Idoso Em alusão ao Dia do Idoso, comemorado no dia 1º de outubro, os Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis) em Manaus preparam uma semana inteira de atividades socioeducativas, recreativas e lúdicas para os usuários e colaboradores das unidades.No Caimi Paulo Lima...
Amadeu Teixeira segue internado em UTI, com quadro estável, após queda que quebrou costelas e perfur... Amadeu Teixeira tem respeito e admiração pela perseverança e dedicaçãoO técnico mais longevo do futebol mundial, com registro no Guiness Book, o desportista Amadeu Teixeira, 91 anos (30/06/1926), completa três semanas de internação, metade do tempo numa UTI da Unimed, n...
Superprodução para lançar tema 2018, ‘Caprichoso: ‘Sabedoria popular, uma revolução ance... http://www.portaldomarcossantos.com.br/wp-content/uploads/2017/09/2017-09-23-VIDEO-00103199.mp4 O Festival Folclórico de Parintins vive neste fim de semana momentos decisivos. O Boi Bumbá Caprichoso lançou, neste sábado (23/09), o tema para 2018: "Caprichoso: Sabedoria popu...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook