Firme, Temer diz em pronunciamento que não renunciará e pede investigação plena e rápida

O presidente Michel Temer, em pronunciamento nesta quinta-feira, após denúncias da delação de empresários da JBS: “não renunciarei”. Foto: Reprodução

O presidente Michel Temer disse hoje (18) que não irá renunciar ao cargo e exigiu uma investigação rápida na denúncia em que é citado, para que seja esclarecida. “Não renunciarei. Repito não renunciarei”, afirmou em pronunciamento, no Palácio do Planalto.

“Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos, e exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dúvida não pode persistir por muito tempo”, disse Temer, em pronunciamento.

Foi a primeira fala do presidente após divulgação na noite de ontem (17) de reportagem do jornal O Globo em que é citado. A reportagem diz que em encontro gravado, em áudio, pelo empresário Joesley Batista, o presidente teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada de Batista ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

Hoje, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin homologou a delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, firmada com o Ministério Público Federal (MPF) e abriu inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Segundo Temer, a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) será território onde surgirão todas as explicações e nunca autorizou ninguém a usar seu nome indevidamente. “No Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos”, disse.

No pronunciamento, Temer disse que seu governo “viveu nessa semana seu melhor e seu pior momento”. “Indicadores de queda da inflação e números de retorno crescimento econômico e geração de empregos criaram esperança de dias melhrores”, disse ao iniciar o discurso.

Temer disse ter solicitado ao STF todas as gravações da delação premiada dos donos da JBS, que serviram de base para a denúncia. “Desde logo ressalto que só falo agora porque os fatos se deram ontem, e porque tentei conhecer primeiramente o conteúdo de gravações que me citam. Solicitei oficialmente ao STF acesso a esses documentos, mas até o presente momento não recebi”.

Veja também

Lula diz a Sérgio Moro que Palocci mentiu para conseguir benefícios da delação Ex-presidente Lula voltou a ficar frente a frente com o juiz Sérgio Moro nesta quarta e afirmou que o ex-ministro do seu governo, Antonio Palocci, mentiu durante depoimento para conseguir benefícios da delação premiada. Foto: ReproduçãoAgência BrasilO ex-presidente ...
Pauderney Avelino defende a vinda do ex-procurador Marcelo Miller na Comissão de Finanças A Comissão de Finanças e Tributação (CFT) aprovou nesta quarta-feira (13) o convite ao ex-procurador da república, Marcelo Miller, para prestar esclarecimentos sobre o seu verdadeiro envolvimento no acordo de colaboração premiada firmado entre o Ministério Público Federal e ...
PF prende Wesley Batista, presidente da JBS, em São Paulo. Irmão Joesley está detido em Brasília PF prendeu preventivamente irmão de Joesley Batista (na foto), Wesley, hoje, na capital paulista. A ação faz parte da Operação Tendão de Aquiles. Foto: ReproduçãoAgência BrasilA Polícia Federal (PF) prendeu preventivamente o diretor-presidente da JBS, Wesley Batista...
Associação dos Magistrados e presidente do TJAM defendem conduta de ministro Mauro Campbell Amazon e desembargador Flavio Pascarelli, em notas oficiais, prestam solidariedade a ministro Mauro Campbell, que foi arrolado em denúncia sobre a JBS buscar comprar decisões em tribunais superiores. Foto: ArquivoA Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon) e o pre...
Joesley Batista e Ricardo Saud entregam-se à PF em São Paulo O empresário Joesley Batista se entregou na sede da PF em São Paulo na tarde deste domingo, após pedido de prisão temporária ter sido autorizado pelo ministro Edson Fachin, do STF. Foto: ReproduçãoAgência BrasilO empresário Joesley Batista e o ex-executivo da J&...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook