Governo do Amazonas garante colocar pagamento em dia às terceirizadas da Saúde

Governador e secretários de Estado se reuniram com representantes de cooperativas de médicos que prestam serviços ao serviço público para garantir regularização nos pagamentos. Foto: Dhyeizo Lemos/Secom

Em reunião, na sede do Governo, com representantes de 18 “cooperativas” de médicos que prestam serviços no setor de Saúde do Estado, o governador do Amazonas, David Almeida, nesta quinta-feira, 18 de maio, se comprometeu em colocar o pagamento das empresas terceirizadas do setor em dia. Com a medida, o governo pretende regularizar os salários dos profissionais que atuam nas unidades públicas do Estado.

Desde o início da gestão de David Almeida, foram repassados R$ 36 milhões às terceirizadas e, nesta sexta-feira, 19 de maio, serão mais R$ 9 milhões. Os pagamentos já estavam programados, dentro do cronograma estabelecido pelo governo. “Tenho um compromisso muito grande com o pagamento de pessoal e das empresas que empregam pessoas e a saúde é minha prioridade”, afirmou.

Ainda segundo David Almeida, que estava acompanhado dos secretários de Estado de Saúde (Susam), Vander Alves, e da Fazenda (Sefaz), Francisco Arnóbio, para garantir o melhor uso dos recursos da pasta, contratos serão revistos e repactuados de acordo com as condições da administração pública e da prioridade.

Ele ainda pediu o apoio da classe médica para por em prática o Plano Emergencial da Saúde, lançado quarta-feira, 17 de maio, e que pretende zerar as filas de espera para exames, consultas e cirurgias no Estado. “Hoje, nós recebemos as cooperativas que representam os médicos que atuam em todas as unidades do Amazonas. Os próximos que vamos chamar serão os enfermeiros e técnicos”, adiantou.

Segurança

A notícia dada pelo governador foi bem recebida pelos representantes das 18 cooperativas, que representam em torno de dois mil médicos de todo o Estado. A garantia de pagamento e priorização do setor animou os profissionais e garantiu cooperação.

Para o procurador da União Vascular de Serviços Médicos (Univasc), Marcos Sampaio, a iniciativa de Almeida dá mais segurança para os profissionais. “Nós vemos boa vontade do governador em nos chamar para o debate e abrir uma porta que estava fechada, a do diálogo. Com certeza essa é uma atitude sabia e que vai beneficiar tanto os trabalhadores quanto a população”, afirmou.

Veja também

Funcionários terceirizados do João Lúcio fazem protesto por salários atrasados Funcionários terceirizados que trabalham na limpeza do hospital fizeram protesto com faixas e cartazes na frente da unidade, que hoje completa 19 anos. Susam informou que está providenciando o pagamento para o mais rápido possível junto às empresas e à Sefaz. Foto: Divulgaç...
Amazonino fica chocado com primeira análise da situação da saúde no Estado Segundo dados do MP-AM, fila da saúde tem 60 mil pessoas à espera de simples consulta na rede pública estadual. Foto: ArquivoEm plena fase de transição para assumir o Poder Executivo, o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) usou suas redes sociais neste domingo (24) ...
Susam e Semsa devem fornecer prontuário médico solicitado por pacientes, recomenda MPF MPF quer garantir direitos dos usuários e expediu recomendação à Semsa e à Susam, em conjunto com a DPU e o MP-AM. Foto: ArquivoO Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, em conjunto com a Defensoria Pública da União (DPU) e o Ministério Público do Estado do Amazon...
Em São Paulo, Francisco Deodato conhece modelo de gestão e atua como futuro secretário de saúde Com ares de futuro secretário da Susam, Francisco Deodato conheceu modelo de gestão municipal de São Paulo, em visita ao secretário da pasta paulista, Wilson Pollara. Foto: DivulgaçãoO coordenador da Comissão de Transição do governador Amazonino Mendes (PDT), o ex-secre...
TCE nega cautelar para suspender cirurgias da Susam com dispensa de licitação de R$ 8,4 milhões Após análise de documentos apresentados pela Susam sobre denúncia de superfaturamento em cirurgias eletivas, conselheira Yara Lins negou pedido de medida cautelar do MPC para suspender dispensa de licitação para contratação de procedimentos cirúrgicos. Foto: TCEApós ana...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook