Coligações discordam do horário eleitoral gratuito para o segundo turno. TRE-AM deve decidir

Sinderpam e coligação de Amazonino concordam na redução de tempo e dias de inserção. Advogados de Braga querem que seja cumprido o que determina a legislação eleitoral, para não haver prejuízo ao eleitor e ao processo. Foto: Reprodução

As coligações “União pelo Amazonas”, de Eduardo Braga (PMDB), e “Movimento pela Reconstrução do Amazonas”, de Amazonino Mendes (PDT) não entraram em consenso sobre o horário eleitoral gratuito para o segundo turno das eleições suplementares para o Governo do Estado, que devem começar, pelo calendário eleitoral, até o próximo dia 12 de agosto.

A decisão quanto à questão pode ser tomada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Yedo Simões, ad referedum, e levada ao pleito na sessão do pleno na próxima quinta-feira (10).

Reunião

Nesta terça-feira (8), durante reunião solicitada pelo Sindicato das Empresas de Radiodifusão do Estado do Amazonas (Sinderpam), com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Yedo Simões, e representantes das chapas, foi colocada em pauta um pedido do Sinderpam para reduzir os dias de inserção.

Para o sindicato, se manteria a propaganda eleitoral nos termos do primeiro turno, com inserções às terças-feiras, quintas e sábados, com 10 minutos, distribuídos 5 para cada candidato. A mudança proposta pelas empresas é no tempo de inserções diárias de 30 segundos na grade, de segunda a domingo, que passariam de 30 minutos total, para 14 minutos – 7 para cada coligação.

“Não temos uma propaganda eleitoral gratuita em rede nacional, todos os dias, como determina a legislação numa eleição geral. Temos pessoal técnico trabalhando na ilha de edição e de transmissão do Tribunal Regional, contratada para os três dias, não para todos, o que envolve mais custos”, explica a advogada do Sinderpam, a jornalista Luziane Figueiredo.

O advogado da coligação de Amazonino, Yuri Dantas, afirma que a proposta apresentada é manter o esquema exibido no primeiro turno, e reduzir o tempo de inserções previstos de 30 minutos das inserções diárias, para 14 minutos, distribuídos igualitariamente.

Na contramão, a coligação “União pelo Amazonas” defendeu que seja cumprida a lei e obedecidos os tempos de exibição da propaganda da forma expressa na legislação, atendendo aos preceitos democráticos da Lei das Eleições (9.504/97). “A Lei Eleitoral determina programas com o tempo de cinco minutos para cada candidato de segunda a sábado. Além de 70 minutos de inserções por dia para cada coligação”, disse, em nota, a chapa.

Para os advogados da “União pelo Amazonas” o entendimento é de que qualquer iniciativa para diminuir o tempo de apresentação das propostas representa uma tentativa de “privar o cidadão do direito de acesso à informação neste período”.

Resolução

A resolução que dispõe sobre a veiculação da propaganda eleitoral gratuita pelas emissoras de rádio e TV nas eleições suplementares é a 913/2017, de 21 de julho, tendo como relator o vice-presidente da corte, desembargador e corregedor eleitora João Simões.

Segundo o art. 4, no segundo turno a propaganda eleitoral gratuita em rede será exibida da seguinte forma: das 12h às 12h10 e das 19h30 às 19h40, na TV, de segunda a sábado. E das 7h30 às 7h40, e das 11h30 às 11h40, no rádio, no mesmo período. A resolução define que será mantida a quantidade de minutos e o período destinado à veiculação da propaganda eleitoral gratuita por meio de inserções, caso haja segundo turno.

Veja também

Lei Seca em todo o Estado será de 2h às 17h do dia 27, no segundo turno do pleito Lei Seca para o segundo turno terá o mesmo horário do primeiro, valendo de 2h às 17h do dia 27 de agosto. Portaria foi assinada no dia 9. Foto: ReproduçãoA Lei Seca para o segundo turno das eleições suplementares, que acontece no dia 27, já tem horário para início e fim...
Recursos contra cassação de Melo entram na pauta de julgamento do TSE Pauta do julgamento da próxima terça-feira aguarda publicação no Diário de Justiça Eletrônico. Recurso e embargos relacionados à cassação do ex-governador José Melo foram incluídos na pauta. Foto: Divulgação TSEInclusos na pauta de julgamento 112/2017 do Tribunal Superi...
Prefeito de Urucurituba manifesta apoio a Amazonino Mendes Na manhã desta sexta-feira (18), o líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”, Amazonino Mendes (PDT), recebeu mais uma manifestação de apoio de gestores do interior do Estado. Desta vez, o prefeito de Urucurituba, José Claudenor, o Sabugo (PT), e secre...
Divulgação de pesquisa eleitoral não registrada pelo WhatsApp dá multa de R$ 53 mil a blogueiro Marcelo Generoso foi multado pelo MPE por divulgar pesquisa não registrada no TRE, em vários grupos de WhatsApp. Ele pode recorrer da decisão. Foto: ReproduçãoO Ministério Público Eleitoral no Amazonas (MPE) conseguiu na Justiça a condenação de Marcelo Soares de Oliveir...
Liliane Araújo anuncia saída do PPS e diz que não apoia nem Amazonino nem Braga no segundo turno Liliane Aráujo, que teve mais de 64 mil votos, anunciou hoje saída do PPS. Partido, segundo ela, fechou com outro candidato e ela "não compactua com velhas práticas políticas". Foto: PMSCom 64.013 votos obtidos no primeiro turno da eleição suplementar para Governo do Es...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook