Governador diz que vai até o STF para resguardar incentivos fiscais da ZFM

David Almeida terá reunião com equipe técnica e jurídica para avaliar estratégias para tratar da lei complementar com o presidente Michel Temer. É possível que o governo entre com recurso junto ao Supremo. Foto: Bruno Zanardo/ Secom

O governador David Almeida disse que o Estado do Amazonas vai até o Supremo Tribunal Federal (STF), se preciso for, para garantir os direitos constitucionais da Zona Franca de Manaus (ZFM). A declaração é desta sexta-feira (11), durante a 15ª reunião do Fórum de Governadores da Amazônia Legal, em Cuiabá (MT), em resposta à sanção do presidente Michel Temer de Lei Complementar que convalida incentivos fiscais permitidos a outros Estados no período da Guerra Fiscal.

David Almeida disse que na próxima segunda-feira tem uma reunião com equipe técnica da área jurídica, de planejamento e da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) onde será discutida a estratégia, entre elas uma reunião com o presidente Michel Temer para tratar da questão.

A Lei Complementar é vista como prejudicial ao Amazonas, único estado que tem autonomia garantida na Constituição Federal para conceder incentivos fiscais relativos ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sem aprovação do Conselho Nacional de Fazenda (Confaz).

Durante o período da Guerra Fiscal, muitos Estados conseguiram, à revelia do Confaz, conceder isenção e redução de ICMS para atrair indústrias. Com a Lei Complementar aprovada no Congresso Nacional e sancionada por Temer, outras unidades federativas da mesma região em que a medida foi adotada poderão copiá-la.

“Inclusive chamei minha equipe de planejamento e nós vamos levar essas propostas e vamos percorrer o Brasil todo buscando atrair os investimentos, porque o único que tem essa segurança jurídica é o Estado do Amazonas. Esses incentivos foram dados fora da Constituição, portanto, eles são passíveis de serem derrubados. A segurança jurídica está assegurada ao Estado do Amazonas e à Zona Franca de Manaus. Portanto, é em busca disso, resguardando os nossos benefícios, que vamos buscar essa reparação até, se possível, no Supremo Tribunal Federal”, afirmou o governador.

Especialistas

David Almeida disse que o Estado do Amazonas está contratando uma equipe especializada para buscar mecanismos necessários na defesa dos direitos constitucionais do Amazonas. “Nós vamos buscar os caminhos necessários, vamos buscar os caminhos da Justiça. Vamos contratar uma assessoria para que possa nos ajudar a reparar os direitos constitucionais da Zona Franca de Manaus”, reforçou o governador.

O Amazonas defendeu o veto presidencial ao artigo 3º, parágrafo 8 º, que fala da convalidação, medida que ficou conhecida como “cola”. “A cola possibilita a continuidade da guerra fiscal”, observa o governador, ao ressaltar que o Estado tem mecanismos para barrar a cola e outros itens da medida que são prejudiciais à ZFM.

“Não há porque causar pânico. O Amazonas é o único estado com Segurança Jurídica. Esses incentivos já existem, eles são concedidos por até 15 anos. Na mesma medida foi aprovada a regressividade, na qual, após 15 anos, esses incentivos vão diminuindo. O que nós estamos trabalhando é para que eles não se ampliem para os demais Estados”.

Sobre a atuação da bancada amazonense no Congresso Nacional, David Almeida respondeu que a missão é difícil, uma vez que os outros Estados também têm interesse nos incentivos fiscais.

“A matéria tramita no Congresso desde 2014. Ela foi aprovada no senado, depois enviada para a Câmara federal onde foram tirados dispositivos da cola e da subvenção. Depois voltou novamente ao senado e no fim de junho foi aprovada e o senado colocou a subvenção e a cola. Então, é muito difícil para a bancada amazonense. A nossa bancada é de oito deputados federais aguerridos, mas foi vencida em função de outros Estados estarem também interessados em conceder esses incentivos”, alegou.

Veja também

Ex-secretário da Fazenda contesta denúncia do MPF sobre falso testemunho Após denúncia do MPF, ex-secretário da Sefaz, Afonso Lobo, enviou nota contestando informações do órgão e reafirmou o inteiro teor do depoimento prestado na Operação Maus Caminhos, que investiga desvio de dinheiro da saúde. Foto: ArquivoEm relação à matéria "MPF denunci...
Relator da reforma tributária faz palestra em Manaus em comemoração ao Dia do Fazendário O deputado Luiz Carlos Hauly fará a palestra a respeito da formatação da proposta da reforma tributária. Foto: DivulgaçãoO deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), relator da Reforma Tributária, estará em Manaus no próximo dia 16 de outubro, às 14h, no Auditório Gi...
David passa governo para Amazonino com quatro meses de crescimento da arrecadação, setembro recorde... Os números ainda estão sendo fechados pela Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) e devem manter a série de crescimento registrada a partir de junho. Foto: DivulgaçãoO Governo do Amazonas terá arrecadação recorde do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (IC...
Fazendários trazem a Manaus o relator da Reforma Tributária, que ameaça a Zona Franca, para seminári... Luiz Carlos Hauly propõe que o Amazonas deixe de ser o único Estado que pode dar incentivos do ICMS sem autorização do Confaz devido à Zona FrancaO relator da Reforma Tributária na Câmara dos Deputados, Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), estará em Manaus no dia 16 de outubro....
Governador vai revogar o aumento da alíquota de ICMS que incide sobre o óleo diesel e combustível A mensagem que revoga o aumento do ICMS deve ser enviada na próxima semana à Aleam, segundo o governador David Almeida. Foto: Bruno Zanardo/Secom.O governador do Amazonas, David Almeida, anunciou na noite de quarta-feira (20/09), em reunião com as entidades de classe na...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *