A eleição na realidade

Gilson Gil

Gilson Gil

Eleições sempre são um momento de sonho e utopismo. Nelas se fazem promessas, acordos e esperanças são alimentadas. Isso faz parte da democracia e do cotidiano eleitoral. Contudo, a crise econômica, de caráter recessivo, as denúncias sobre corrupção na política e o desencanto dos eleitores criaram um clima adverso a esse tipo de eleição da “esperança”. Temos, hoje, uma eleição do realismo. Nada de promessas grandiosas. Apenas realismo, discursos técnicos e análises equilibradas sobre custos e orçamentos. A palavra gestão virou a grande moda da campanha. Todos, desde o 1º Turno, viraram “gestores” e não políticos.

Há um elemento positivo nisso: as obras faraônicas e as promessas demagógicas saíram de cena. Nada de gigantismos ou populismo. A discussão realista torna mais séria e responsável a gestão e evita que futuros exageros possam intervir no processo político. Por outro lado fica, às vezes, a ideia de que o futuro gestor/governador será um “pagador de salários”, nada mais. Se não atrasar os salários e mantiver as secretarias abertas estará tudo certo.

É uma eleição especial. Sabemos. Serão 15 meses somente. A responsabilidade e a tranquilidade administrativa são pontos essenciais sim, neste momento, mais do que outros. Contudo, e depois? Aonde iremos? O que queremos do Amazonas? Serão quinze meses no congelador, somente pagando salários? O que mais podemos esperar desses candidatos, no 2º Turno? Enfim, fica a expectativa. É aguardar e ver.

Veja também

Pesquisa Tiradentes aponta vitória de Amazonino com 30 pontos à frente de Braga Na pesquisa DMP/Tiradentes, Amazonino abre 30 pontos de vantagem em relação a BragaSegunda pesquisa divulgada após o primeiro turno da eleição suplementar, a DMP/Tiradentes confirma vitória do candidato ao governo do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), no dia 27 de agosto...
Em entrevista, se depender do petista José Ricardo, partido não se junta a ninguém no segundo turno... Fazendo campanha com poucos recursos e a militância petista, José Ricardo conseguiu os votos de 12,38% do eleitorado do Amazonas. Decisão sobre rumos no segundo turno será anunciada neste sábado. Foto: DivulgaçãoCom quase 180 mil votos obtidos no primeiro turno das elei...
MPF quer que José Melo pague as contas da eleição suplementar. Braga afirma: ‘Nem se quisesse ... José Melo teria que devolver R$ 32 milhões aos cofres públicos pela eleição suplementarO Ministério Público Federal (MPF) deve entrar com um pedido, junto à Justiça Eleitoral, para que o ex-governador José Melo pague os custos da eleição suplementar para governador no A...
Eleitor que não votou no primeiro turno tem prazo para justificar. Baixe aqui o requerimento Eleitor que não votou e não justificou no primeiro turno da eleição suplementar tem até o dia 5 de outubro para se justificar junto à Justiça Eleitoral, e pode votar normalmente no segundo turno. Foto: Divulgação TSEO eleitor que não votou e não justificou sua ausência ...
Amazonino dispara e abre 15 pontos de vantagem sobre Braga na pesquisa #365 Amazonino aparece com 15,2 pontos à frente de Braga na pesquisa da #365, ele dispara com 41,9% das intenções de voto, contra 26,7% de Braga. Detalhe que os "Brancos e Nulos" chegam a 25,9%, quase o número alcançado pelo segundo lugarNa primeira pesquisa da empresa #365 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook