Mulher traída pelo marido busca indenização por danos morais, mas juiz nega o pedido

O juiz titular do 8º Juizado Especial Cível (8º JEC) da Comarca de Manaus, Marcelo da Costa Vieira, negou pedido solicitado por uma mulher que foi traída pelo marido e ingressou com um processo judicial pleiteando indenização por danos morais.

Na decisão, o magistrado reconheceu o desvio de comportamento do réu e o evento danoso que afronta a solidez familiar, mas de acordo com jurisprudência, entendeu que a infidelidade conjugal somente pode lastrear danos morais a serem pagos pelo traidor se for feita “com o propósito inequívoco de causar vexame, vergonha e execração pública ao traído, não bastando sua mera ocorrência”.

Conforme os autos do processo, a demandante era casada com o réu desde 2006 e descobriu as relações extraconjugais em 2013, tendo incluído nos autos documentos de suposta ajuda financeira para uma mulher, os quais indicariam o relacionamento (extraconjugal) há mais de três anos, o que motivou o divórcio e o requerimento de indenização pecuniária por danos morais a ser pago pelo réu a pedido da ex-esposa.

Em sua decisão, o juiz Marcelo da Costa Vieira salienta que, no caso dos autos, “basta uma análise dos e-mails por ela (a ex-esposa) obtidos e inequivocamente remetidos pelo réu (o ex-esposo) para seu filho para se concluir que, de fato, ele faltava com o seu dever conjugal de fidelidade para com a esposa, ainda que não se possa precisar com quem seriam tais relacionamentos ou mesmo a seriedade e regularidade com que existiam”.

Menciona ainda o juiz que “evidentemente, o réu cometeu um ilícito, agiu como não devia, com conotação inequivocamente perniciosa para a sociedade familiar que constitui com o casamento, agora desfeito”.

Entretanto, lembrando, como jurisprudência o Acórdão nº 549835, 20090710325867APC, de relatoria do magistrado Lecir Manoel da Luz julgado em 16 de novembro de 2011 pela 1ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), o juiz lembrou que “a traição, ou seja, o descumprimento de dever marital de fidelidade, embora traga dor, sofrimento, desapontamento, angústia e profunda tristeza ao cônjuge traído, por si só não é apto a ensejar reparação por danos morais, porquanto habita na esfera das vicissitudes da vida conjugal, eis que tal fato não demonstra acontecimento extraordinário a evidenciar flagrante violação aos direitos de personalidade”, apontou o juiz Marcelo da Costa Vieira.

O magistrado negou o direito de indenização pecuniária à demandante, acrescentando em sua decisão que o réu “não precisa de punição mas efetivamente de educação ainda que difícil de ocorrer na fase adulta da vida (…) Assim, por tudo, não se pode ter como presente a indenização por dano moral”, concluiu o juiz.

Veja também

Ipem-AM conquista a quarta Recertificação da ISO 9001:2008 O diretor-presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito, disse que a recertificação é mais uma conquista de toda a equipe. Foto: DivulgaçãoO Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), órgão estadual e delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualida...
Seis são presos por aplicar golpes de compra de veículos com documentos falsos que somam mais de R$ ... As prisões aconteceram na tarde de sexta-feira, dia 22, por volta das 13h, no bairro Praça 14 de Janeiro. Foto: Robson Adriano/PC-AM.Seis pessoas foram presas em flagrante, na sexta-feira (22/09), acusadas de aplicar golpes de compra de veículos com documentos falsos em...
Olimpíada da Terceira Idade começa e terá uma semana de atividades para 2,8 mil idosos O acendimento da pira olímpica marcou o início das competições. Fotos: Mauro Smith/Semcom.Com a pira olímpica acesa, a 19a edição da Olimpíada da Terceira Idade teve início nesta sexta-feira, 22/9, no Parque Municipal do Idoso, Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul....
Governador David Almeida acompanha obras viárias e entrega veículo para Apae em Tabatinga Tabatinga foi o sétimo município visitado pelo governador David Almeida, nesta semana. Foto: Dhyeizo Lemos/Secom.Em viagem ao município de Tabatinga (1.105 quilômetros de Manaus), na última sexta-feira (22), o governador David Almeida destacou o investimento de cerca de...
Política tributária: Guia da Seplancti orienta investidores na ZFM Os investidores podem contar agora com uma valiosa ferramenta para orientar futuros empreendimentos no Amazonas: o Guia do Investidor na Zona Franca de Manaus, em Português, Inglês e Espanhol. Elaborado pela Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência e...

Um comentário para “Mulher traída pelo marido busca indenização por danos morais, mas juiz nega o pedido

  1. Ricardo disse:

    Pq não mostrar tb alguma prefeitura que apoia o Eduardo Braga? Disfarcem pelo menos o apoio q vcs têm pelo Amazonino

    RESPOSTA
    Divulgamos material dos dois candidatos. Eduardo Braga, até o momento, não divulgou o apoio de prefeitos de interior. Quando isso acontecer, também publicaremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook