Teatro Amazonas recebe obras de arte restauradas, placas e busto de Eduardo Ribeiro nesta quinta

Casa lírica vai receber de volta falsos gobelins, obras de arte em pintura imitando tapeçaria, além de um busco do governador Eduardo Ribeiro e peças restauradas. Foto: Arquivo

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, realiza entrega de peças novas e restauradas ao acervo do Teatro Amazonas, nesta quinta-feira (21), às 11h. A casa lírica vai receber de volta falsos gobelins (obras de arte em pintura imitando tapeçaria) restaurados e uma escultura em bronze do século XIX, além de um busto do governador Eduardo Ribeiro (1862-1900) e de placas em homenagem a figuras que marcam a história do teatro.

Dentre as peças a serem entregues, destaca-se uma escultura em bronze representando um professor e seu jovem aluno durante uma aula de espadachim, armamento típico da guarda de elite francesa do século XVII. Adquirida em 1895 para compor o acervo da casa lírica, a peça de autoria do artista francês Guadez foi transferida em 1926 para o Palácio Rio Negro, onde permaneceu por mais de 90 anos.

Durante sua estada no Palácio Rio Negro, a escultura havia perdido parte do espadachim. Após trabalho de recuperação do Ateliê de Conservação e Restauro do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH) da Secretaria de Cultura, a obra agora volta ao Teatro Amazonas em sua forma original, com o jovem aluno de espadachim empunhando uma arma inteiriça. A criação em bronze ficará disposta no corredor próximo à entrada do Salão Nobre.

O Salão Nobre receberá de volta também quatro peças que adornavam as paredes do local, devidamente restauradas pelo Ateliê de Conservação e Restauro da Secretaria. Os falsos gobelins – assim chamados por imitar as criações da tradicional tapeçaria francesa Gobelin, do século 17, por meio de pintura sobre o tecido – foram encomendados ao artista italiano Domenico De Angelis em 1897 para compor o mais suntuoso espaço do Teatro Amazonas.

Homenagens

Além das peças reintegradas ao acervo, o Teatro Amazonas receberá ainda uma nova aquisição: um busto do governador Eduardo Ribeiro, a ser instalado no corredor de circulação entre o foyer e a sala de espetáculos.

A peça molde em gesso estuque foi confeccionada em 2009, pelo artista Francisco Carlos Nascimento, sob a orientação de técnicos do Ateliê de Restauro. Este molde serviu de base para a produção de outras duas peças em bronze, respectivamente dispostas no Museu Casa Eduardo Ribeiro (2010) e na Praça do Congresso (2012).

Para a nova estatueta, o molde original de 2009 recebeu ainda pequenas melhorias do Ateliê de Conservação e Restauro. Diferentemente da maioria das imagens de Eduardo Ribeiro, que costumam exibir o governador em indumentária militar, o busto criado por Nascimento apresenta o estadista em trajes civis, num trabalho baseado em ampla pesquisa histórica documental e iconográfica.

A passagem entre o foyer e a sala de espetáculos receberá ainda quatro placas. Uma delas homenageia Antônio José Fernandes Júnior, deputado provincial autor do projeto de lei para construção do Teatro Amazonas. As demais relembram os governadores do Amazonas no período de construção do Teatro, de 1881 a 1896; os diretores da casa de 1896 até hoje; e a lista de funcionários em 1896. As placas são confeccionadas em aço escovado com letras em baixo relevo sobre mármore.

A instalação do busto no Teatro Amazonas reafirma o papel decisivo de Eduardo Ribeiro na edificação do templo lírico amazonense. O Governador, que deu impulso a uma obra paralisada e deixou o cargo poucas semanas antes da inauguração do teatro por seu sucessor, Fileto Pires, durante anos foi obliterado da história do Teatro Amazonas, tendo inclusive seu nome encoberto na fachada do prédio.

A homenagem a Ribeiro promove, enfim, um justo e necessário reconhecimento ao grande construtor do Teatro Amazonas, que hoje comemora 120 anos de história e que se projeta como ícone do Estado em todo o mundo.

Veja também

Cantores e instrumentistas disputam concursos promovidos pela Secretaria de Cultura  Mais de 60 talentos da música do Amazonas participam de concursos para cantores e instrumentistas promovidos pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura. A competição musical abrange quatro certames: Concurso Canto da Floresta de Músic...
EXCLUSIVO: Robério afirma que é amigo, cabo eleitoral e advogado de Amazonino. Ele mostrará a SEC pa... Robério Braga sai dizendo que está à disposição de AmazoninoO secretário estadual de Cultura desde 1997, Robério Braga, que comemorou 20 anos à frente da pasta em janeiro, começou a deixar o cargo a partir do momento em que o governador eleito, Amazonino Mendes, anuncio...
EXCLUSIVO: Sucessor de Robério Braga alfineta afirmando que “cultura não é só evento”... Denilson Novo, aos 38 anos, vai substituir Robério Braga, que passou mais de 20 anos à frente da SEC. Principais metas do novo secretário são buscar parcerias e fomentar a economia cultural: "Cultura é rentável, sim", afirmou durante a diplomação do governador. Foto: Reprod...
Definida ordem de apresentação das concorrentes do 6º Festival Amazonas de Música Sequência foi definida no Centro Cultural Palácio da Justiça, e reuniu artistas e representantes do Sindicato dos Músicos Profissionais do Amazonas e a coordenação geral. Foto: DivulgaçãoNa reta final dos preparativos para o 6° Festival Amazonas de Música, foi realizado...
Serginho Queiroz celebra 25 anos de carreira em show no Teatro Amazonas Músico revive sucessos de toda a sua trajetória e recebe convidados no espetáculo “Sobre todas as coisas”, neste domingo, a partir das 19h. Foto: SEC/DivulgaçãoDono de um talento musical que abrange variados estilos musicais, Serginho Queiroz comemora 25 anos de carreir...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook