Amazonino fica chocado com primeira análise da situação da saúde no Estado

Segundo dados do MP-AM, fila da saúde tem 60 mil pessoas à espera de simples consulta na rede pública estadual. Foto: Arquivo

Em plena fase de transição para assumir o Poder Executivo, o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) usou suas redes sociais neste domingo (24) para dizer que está “chocado com os números da saúde: são mais de 60 mil amazonenses na fila por consultas e cirurgias”.

Amazonino classificou a situação como de catástrofe, e que vai além da área da saúde, apesar de ser uma pasta fundamental. “É necessário reconstruir o Amazonas com muita seriedade e sem politicalha. Teremos que multiplicar esforços para aliviar a dor destas pessoas praticamente abandonadas pelo atual governo”.

Os números a que se refere o governador eleito foram informados pelo Ministério Público Estadual (MP-AM), que deve pedir o afastamento do diretor da Fundação Hospital Adriano Jorge, que hoje tem uma das maiores listas de espera por serviços de cirurgia do Estado: são 2.372 pacientes na fila. Ao todo, quase 11 mil pessoas aguardam por um procedimento cirúrgico em unidades estaduais.

E para piorar o quadro, existem 52.769 amazonenses que ainda não conseguiram marcar uma simples consulta médica na rede pública do Estado. Conforme dados do MP-AM, a gestão é omissa e não há um plano para realizar ou reduzir as filas, sem contar os inúmeros cancelamentos de procedimentos eletivos.

O Ministério Público irá acionar o Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus) para apurar possíveis irregularidades na unidade, além de solicitar instauração de processo administrativo contra o diretor.

Inspeção

Na última terça-feira, o Adriano Jorge passou por inspeção e o diretor, Alexandre Bichara, não estava presente. Foram encontradas diversas irregularidades, como divergências quanto ao médico que avalia paciente e o que vai fazer a operação até leitos ociosos, apesar da grande procura pela unidade.

No início do mês, o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM) informou apurar possíveis irregularidades apontadas em auditoria pelo Denasus na saúde, apontando emprego de recursos destinados ao setor usados fora do seu objeto e pagamentos realizados sem comprovação dos serviços prestados.

As instaurações de inquéritos civis, antes Procedimentos Preparatórios, foram assinadas pelo procurador da República, Thiago Pinheiro Corrêa, e publicadas no Diário Oficial do MPF-AM, do dia 4 de setembro.

Veja também

Governo começa a executar calendário de pagamento dos atrasados das cooperativas A primeira parcela, conforme calendário acordado com todas as cooperativas, será paga até sexta-feira (15/12). Foto: Divulgação O Governo do Amazonas deu início, nesta semana, ao cumprimento do calendário estabelecido com as cooperativas de saúde, para pagamento das dívida...
MPF ajuíza mais de 200 ações contra a corrupção no Estado em 2017 Núcleo de Combate à Corrupção do MPF apresentou à Justiça 238 ações de improbidade administrativa e ações penais por crimes relacionados a práticas corruptas em 2017. Foto: ArquivoO Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas apre...
Terceira vítima de mordida de morcego passa por cirurgia bem sucedida na FMT mas segue em estado gra... Foto: DivulgaçãoA Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde  (Susam), informa que realizou com sucesso um procedimento neurocirúrgico em um paciente de 14 anos, oriundo o município de Barcelo...
Amazonino quer aceleração da obra da avenida das Flores, na Cidade Nova A pedido do governador Amazonino Mendes, a obra foi acelerada e será concluída em no máximo 180 dias. Foto: Clóvis Miranda/Secom.O governador do Estado, Amazonino Mendes, vistoriou, na manhã desta sexta-feira (08/12), o canteiro de obras da trincheira sob a avenida Noel...
Leitos de apoio abertos no HPS Zona Norte ajudam a desafogar Pronto-Socorro 28 de Agosto  A abertura de 56 leitos de retaguarda para internação no Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte (HPS Zona Norte), pela nova gestão da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), já possibilitou que, em menos de 20 dias, 88 pacientes fossem transferidos do Pronto-Socorro 28 de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook