Amazonino fica chocado com primeira análise da situação da saúde no Estado

Segundo dados do MP-AM, fila da saúde tem 60 mil pessoas à espera de simples consulta na rede pública estadual. Foto: Arquivo

Em plena fase de transição para assumir o Poder Executivo, o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) usou suas redes sociais neste domingo (24) para dizer que está “chocado com os números da saúde: são mais de 60 mil amazonenses na fila por consultas e cirurgias”.

Amazonino classificou a situação como de catástrofe, e que vai além da área da saúde, apesar de ser uma pasta fundamental. “É necessário reconstruir o Amazonas com muita seriedade e sem politicalha. Teremos que multiplicar esforços para aliviar a dor destas pessoas praticamente abandonadas pelo atual governo”.

Os números a que se refere o governador eleito foram informados pelo Ministério Público Estadual (MP-AM), que deve pedir o afastamento do diretor da Fundação Hospital Adriano Jorge, que hoje tem uma das maiores listas de espera por serviços de cirurgia do Estado: são 2.372 pacientes na fila. Ao todo, quase 11 mil pessoas aguardam por um procedimento cirúrgico em unidades estaduais.

E para piorar o quadro, existem 52.769 amazonenses que ainda não conseguiram marcar uma simples consulta médica na rede pública do Estado. Conforme dados do MP-AM, a gestão é omissa e não há um plano para realizar ou reduzir as filas, sem contar os inúmeros cancelamentos de procedimentos eletivos.

O Ministério Público irá acionar o Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus) para apurar possíveis irregularidades na unidade, além de solicitar instauração de processo administrativo contra o diretor.

Inspeção

Na última terça-feira, o Adriano Jorge passou por inspeção e o diretor, Alexandre Bichara, não estava presente. Foram encontradas diversas irregularidades, como divergências quanto ao médico que avalia paciente e o que vai fazer a operação até leitos ociosos, apesar da grande procura pela unidade.

No início do mês, o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM) informou apurar possíveis irregularidades apontadas em auditoria pelo Denasus na saúde, apontando emprego de recursos destinados ao setor usados fora do seu objeto e pagamentos realizados sem comprovação dos serviços prestados.

As instaurações de inquéritos civis, antes Procedimentos Preparatórios, foram assinadas pelo procurador da República, Thiago Pinheiro Corrêa, e publicadas no Diário Oficial do MPF-AM, do dia 4 de setembro.

Veja também

Hospital e maternidade em Manacapuru será reformado e ampliado. Obra custará R$ 8,3 milhões O prefeito Beto D' Ângelo apresenta o projeto de reforma e ampliação do Hospital de Manacapuru ao secretário Francisco Deodato. Foto: Marina Souza/Susam. O secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato, assegurou recursos para reforma e ampliação do Hospital Regional Lá...
MPF consegue na Justiça bloqueio de R$ 1,3 milhão de ex-prefeita de Boca de Acre Justiça Federal determinou o bloqueio, atendendo pedido do MPF, de bens e valores da ex-prefeita de Boca do Acre, Maria das Dores Munhoz. Foto: ArquivoAtendendo a pedido do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens e v...
Mãe de adolescente que acusa desembargador publica conversas com pai da menina. Ele ameaça bater no ... Desembargado Rafael Romano, 72, foi denunciado pela ex-nora por abusar da neta. Mãe e filha foram ao MP fazer relato hoje. Foto: ArquivoApós denunciar o desembargador aposentado e avô da sua filha, Rafael Romano, 72, por pedofilia contra a própria neta, a mãe da vítima ...
Convocados em concurso da Susam são chamados para realização de exames e entrega de documentos As Fundações de Vigilância em Saúde (FVS) e de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam) já estão recebendo parte da documentação dos aprovados convocados, desde o dia 15 de fevereiro e prosseguem até 31 de março. As Fundações de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira D...
Após casos em Roraima, Susam reforça ações de prevenção ao sarampo No início desta semana, o Programa Nacional de Imunização (PNI) enviou ao PNI Estadual 50 mil doses extras da vacina. Foto: reprodução InternetTendo em vista a confirmação de casos “importados”, em Boa Vista (RR), distante 708 quilômetros de Manaus, a Secretaria de Esta...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook