Produtores têm até hoje para aderirem ao Refis rural

Produtores rurais que planejam renegociar dívidas com melhores condições têm até hoje (29) para aderirem ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR). São elegíveis para o programa, apelidado de Refis rural e criado e regulamentado no mês passado, pessoas físicas ou compradores de produção rural de pessoas físicas.

Com a adesão ao programa, os débitos contraídos a partir de 2001 poderão ser refinanciados em até 180 meses (15 anos), das quais 176 prestações terão desconto nas multas e nos juros. Para que o acordo seja feito nessas condições, a única exigência é que o produtor pague 4% da dívida até dezembro de 2017, sem descontos.

As dívidas poderão ser quitadas mediante o pagamento, sem reduções, de 4% da dívida consolidada, em quatro parcelas com vencimento de setembro a dezembro de 2017, e o restante com desconto de 25% das multas de mora e de ofício e 100% dos juros.

Se a dívida for menor ou igual a R$ 15 milhões, os 96% restantes da dívida serão parcelados em 176 meses, e o valor da parcela corresponderá a 0,8% da média mensal da receita bruta do ano anterior. A prestação mínima corresponde a R$ 100 para o produtor e R$ 1 mil para o comprador. Se, após os 176 meses ainda restar dívida, o valor poderá ser parcelado em 60 meses, sem descontos.

Para o comprador de produção rural de pessoa física com dívida maior que R$ 15 milhões, os 96% restantes da dívida serão parcelados em 176 meses, com prestação mínima de R$ 1 mil.

O contribuinte já inscrito em outros programas de refinanciamento poderá permanecer neles – aderindo, ao mesmo tempo, ao PRR – ou concentrar todos os débitos no PRR. As regras da Receita Federal estabelecem que a desistência de parcelamentos anteriores são integrais e irreversíveis. Desse modo, se optar por incluir no PRR renegociações de débitos em curso, as condições de tais parcelamentos não poderão ser restauradas caso os pedidos de adesão ao PRR sejam rejeitados.

A desistência de parcelamentos anteriores ativos poderá implicar na perda de reduções aplicadas sobre os valores já pagos. A aplicação dessa regra varia conforme a legislação específica de cada modalidade de parcelamento.

 

Da Agência Brasil

Veja também

Mene, Kintaw e View 360 ganham R$ 44 milhões na licitação de publicidade do Estado As agências Mene e Portella Publicidade Ltda., Kintaw Design e Publicidade Ltda. e View 360 Publicidade e Comunicação Integrada Ltda foram as vencedoras do processo licitatório para prestação de serviços publicitários para o Governo do Amazonas. O valor total da licitaçã...
Defensoria promete dar apoio a servidores da PMM que deverão ser desligados, após decisão do TCE-AM... A Defensoria Pública quer garantir os direitos previdenciários dos cerca de 7 mil servidores temporários do município. Foto: Divulgação Mesmo após perder uma batalha, com o provável desligamento gradativo de aproximadamente 700 servidores públicos temporários do quadro da ...
Hospital Santa Julia tem selo de qualidade renovado  Segundo Edson Sarkis Junior, o Hospital Santa Julia é o único com Acreditação Organização Nacional de Acreditação (ONA) em serviços como hemodiálise e oncologia. Foto: DivulgaçãoO Hospital Santa Julia, o único da rede privada no Amazonas a realizar transplantes renais e...
Imprensa Oficial passa a adotar sistema que dá agilidade na tramitação de processos em órgãos públic... A Imprensa Oficial do Estado do Amazonas começou a utilizar o Sistema de Acompanhamento e Controle de Documentos na Web (SPROweb). A solução, desenvolvida pela empresa de Processamento de Dados Amazonas (PRODAM), permite aos órgãos estaduais o acompanhamento da localização v...
UEA inaugura primeira biblioteca com autoatendimento do Amazonas A Biblioteca está disponível para todos os alunos da Universidade e para a comunidade em geral. Foto: Eduardo Cavalcante/Secom.A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) inaugurou o Novo Sistema de Autoatendimento e a nova Biblioteca da Escola Superior de Ciências da Sa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *