Estado para de pagar fornecedores por 30 dias até comissão revisar todos os contratos

O secretário Alfredo Paes disse que o objetivo da revisão dos contratos é adequá-los à realidade financeira e orçamentária atual do tesouro estadual. Foto: Arquivo

O Governo do Amazonas suspendeu, por um prazo de 30 dias, os pagamentos decorrentes de todos os contratos administrativos firmados com o Executivo.  A medida vem acompanhada da criação de uma comissão que vai revisar todos esses contratos. Os decretos 38.310 e 38.311, que regulamentam as duas decisões, serão publicados no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 11 de outubro, quando passam a vigorar.

De acordo com o secretário estadual de Fazenda, Alfredo Paes, a adoção de medidas administrativas de análise, revisão, auditoria e repactuação de contratos é fruto do déficit financeiro identificado no início da atual administração, somado à decisão do Tribunal de Contas do Estado de bloquear os pagamentos que não respeitarem a Lei de Responsabilidade Fiscal, decisão que foi ratificada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM).

“As medidas adotadas têm como cunho a cautela na aplicação dos recursos públicos. Os novos gestores estão analisando os contratos vigentes com foco na racionalização das despesas e formas de promover redução dos gastos. Após a definição de prioridades, os custos de cada instituição pública serão discutidos com a equipe da Secretaria de Estado da Fazenda e, posteriormente, encaminhados para o governador Amazonino Mendes”, afirmou Alfredo Paes.

 Comissão

A Comissão de Revisão e Contratos Administrativos foi criada para análise, revisão, auditoria e repactuação dos contratos firmados pelo Poder Executivo Estadual, relacionados às Secretarias de Estado da Saúde (Susam), da Educação (Seduc), Segurança Pública (SSP), Infraestrutura (Seinfra) e Administração Penitenciária (Seap).

Segundo o secretário de Fazenda, a suspensão dos pagamentos por um período de 30 dias vai possibilitar que a comissão consiga tornar mais célere a análise dos contratos. O objetivo da revisão é adequá-los à realidade financeira e orçamentária atual do tesouro estadual. Visa, ainda, estabelecer novos mecanismos de fiscalização e controle interno.

 

 

Veja também

Usuário de drogas é esquartejado e partes do corpo são jogadas em rua, no AM Conforme a PM, Victor era usuário de drogas e também era envolvido em roubos na cidade. Foto: DivulgaçãoVictor da Silva Barbosa, de 21 anos, foi encontrado morto e esquartejado na madrugada desta sexta-feira (23), no bairro Cidade Nova, em Autazes, a 113 km de distância...
Dois jovens são presos após assaltarem escola no Educandos. Um deles usava farda da instituição Após a prisão, as vítimas compareceram a Delegacia-Geral da Polícia Civil, no Dom Pedro, zona Centro-Oeste, para fazer o reconhecimento e depor sobre o caso. Foto: DivulgaçãoCleiton Leal de Alencar, de 20 anos, e Mateus Siqueira Gomes, de 21 anos, foram presos na noite ...
Arthur Virgílio revela que recusou ligações do governador Alckmin e anuncia que distrito industrial ... Arthur Virgílio revela que recusou ligações do governador Alckimin e diz que, segunda-feira, se estiver melhor, poderá atender. Os dois disputam a candidatura do PSDB a presidente da RepúblicaO prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, voltou a criticar as prévias inter...
Colégios da PM liberam alunos mais cedo por falta de professores e Seduc anuncia mais 180 mestres pa... Colégios da PM liberam alunos mais cedo alegando que não podem mais suprir ausências de professores contratando temporários. Na foto, formatura de Ensino Médio do CMPM 3, no Campos Sales, uma das escolas mais destacadas do Estado.O aviso é claro: "Comunicamos aos senhor...
Maus tratos a idosos? Saiba como denunciar em Manaus Nos últimos anos, o Disque Idoso já recebeu 12.060 denúncias. Foto: Semcom/Divulgação São cada vez maiores os índices de maus tratos contra pessoas acima de 60 anos, seja por violência física, psicológica, patrimonial ou negligência. Segundo a Organização Mundial de Saúde ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook