Com maior número de casos no País, combate à tuberculose é prioridade da saúde

Secretário disse que Amazonas é o Estado com o maior número de casos registrados: no ano passado foram 67.2 casos de tuberculose/100 mil habitantes, mais que o dobro da média nacional. Até setembro de 2017, 2.200 casos novos foram confirmados. Foto: Bruno Zanardo/ Secom

O novo secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato, afirmou que o combate à tuberculose será uma prioridade na gestão do governador Amazonino Mendes.

O Amazonas registrou no ano passado 67.2 casos de tuberculose a cada 100 mil habitantes, mais que o dobro da média nacional, que foi 32,4 casos para o mesmo grupo. Até setembro de 2017, 2.200 casos novos foram confirmados no Estado, 300 a menos que no mesmo período de 2016.

“O Amazonas é hoje o Estado com maior número de casos, portanto, deve ser avaliado de forma diferente pelo Ministério da Saúde. Além disso, iremos procurar o secretário municipal de Saúde de Manaus para pedir seu envolvimento para o enfrentamento da tuberculose, uma vez que a capital amazonense registra 70% dos casos”, afirmou o secretário de Estado, durante a abertura do I Simpósio Estadual de Tuberculose e HIV do Amazonas, nesta segunda-feira (16), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM).

“A luta contra tuberculose é de todos, nas últimas décadas ocorreram avanços na área de diagnóstico, assistência e na descentralização do serviço, mas ainda há o abandono de tratamento e a subnotificação de novos casos da doença no interior”, explicou Francisco Deodato.

Desafios

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), Bernardino Albuquerque, os desafios no combate à tuberculose são inúmeros. “O evento está com a participação de todos os 62 coordenadores municipais de tuberculose e HIV, que irão participar durante dois dias do simpósio com atualização de informações, mas principalmente avaliando o desempenho tanto na capital quanto no interior e propondo novos encaminhamentos em relação ao controle dessa doença”, salienta.

Nesse sentido, Albuquerque acrescenta que entre os avanços está a ampliação da rede de diagnóstico. “Todos os municípios realizam o exame de baciloscopia, nove municípios o exame de cultura, além da distribuição de teste rápido. São estratégias eficientes para o diagnóstico, mas precisamos identificar aqueles pacientes que não buscam o tratamento e não possuem sintomas da doença, para interromper o ciclo de transmissão da doença”, explica o diretor-presidente da FVS.

Bernardino Albuquerque acrescenta que o paciente para de transmitir a tuberculose após 15 dias do início do tratamento com medicamentos.

Para a coordenadora municipal de tuberculose de Japurá, Tânia Carvalho, as distâncias geográficas no Amazonas devem ser consideradas durante a elaboração de estratégias de enfrentamento da doença.

“Desde quinta-feira (12) estava viajando para poder chegar aqui em Manaus, pois sei o quanto é importante participar dessa capacitação que conta, sobretudo, com as experiências de trabalhos narrados pelos representantes dos municípios que, assim como eu, têm que superar as dificuldades diárias na rotina do serviço de controle da tuberculose”, enfatizou Tânia Carvalho.

Programação

A programação desta terça-feira (17), do I Simpósio Estadual de Tuberculose e HIV do Amazonas inclui os seguintes temas: “Manejo da tuberculose em situações especiais”, “Ações de controle de tuberculose e HIV em populações vulneráveis”, “Ações para o controle de tuberculose e HIV no Amazonas”, entre outros.

A integração entre os dois serviços conta com os seguintes parceiros: Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com DST/HIV/Aids e Tuberculose (FRENDHAT), Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Comitê Estadual de Controle da Tuberculose no Amazonas e Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa).

Veja também

Morcegos atacam, comunitário morre e dois estão no hospital. Foram mais de 300 mordidas em 80 pessoa... Reserva do Rio Unini tem incidência de ataques de morcegos a populares e há suspeita de surto na região. Susam mobilizou equipe para realizar vacinação e profilaxia dos casos suspeitos. Há uma morte confirmada e dois internados. Foto: DivulgaçãoMorcegos estão atacando m...
Parada do Orgulho LGBT terá 60 mil preservativos para distribuição Três mil preservativos femininos e 60 mil masculinos serão distribuídos na parada LGBT neste sábado. Foto: ArquivoA Secretaria Estadual de Saúde (Susam), por meio da Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais, vai distribuir 60 mil preservativos masculinos, 3 m...
UTI desativada há três anos é reaberta no Pronto Socorro da Criança Zona Sul Pronto Socorro da Criança da Zona Sul passa a dispor de 10 leitos de UTI e mais 8 de enfermaria. Foto: DivulgaçãoApós três anos funcionando de forma improvisada em duas enfermarias, a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Pronto Socorro da Criança da Zona Sul (PSC Zo...
Centro de Zoonoses reabre agendamento para castrações no mês de dezembro Centro de Controle de Zoonoses da Semsa reabriu mais uma etapa de processo de agendamento para castração gratuita de cães e gatos, com 1.140 vagas para dezembro. Foto: DivulgaçãoO Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) reabriu mais...
Vigilantes terceirizados fazem protesto por atraso de pagamentos Vigilantes terceirizados cruzaram os braços hoje no hospital Platão Araújo em razão do atraso de pagamento de salários. Foto: Divulgação Vigilantes terceirizados do Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na zona Leste, paralisaram suas atividades nesta terça-feira (1...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook